Dr. Marcos Britto da Silva - Ortopedia, Traumatologia e Medicina Esportiva: Fratura diafisária de úmero Placa Ponte por via de acesso Posterior

Fratura diafisária de úmero Placa Ponte por via de acesso Posterior

Em 1996 iniciei como ortopedista no Hospital Municipal Lourenço Jorge na Barra da Tijuca e naquele mesmo ano inciamos as técnicas minimamente invasivas para tratamento das fraturas, principalmente com a colocação de hastes intramedulares, inicialmente haste não bloqueadas e logo em seguida as placas ponte, principalmente para tratamento das fraturas de fêmur.

Em 1997 desenvolvi uma técnica pessoal para colocação de placas Ponte no Úmero pela via de acesso posterior, essa foi uma técnica pioneira e não começo outra cirurgião que realizasse esse tipo de técnica em 1997. 5 anos após iniciar a técnica publiquei os resultados num Poster no Congresso Brasileiro de Ombro e Cotovelo em 30 de maio a 01 de junho de 2002. Belo Horizonte – MG. Abaixo as fotos de um dos casos, esse caso foi operado em 1999 e a radiografia com resultado final em Maio de 2002.
AP Inicial 1999.
Radiografia do Pronto Socorro
com PAF Medial 1999
Perfil Pos Op Imediato


AP pós op Imediato


Detalhe da via de acesso distal

Detalhe da via de acesso Proximal - Nervo Radial reparado Usei um flap para cobrir o nervo e evitar contato direto com a placa

Radiografia de Maio de 2002 mostrando resultado final após 3 anos de acompanhamento.

Marcos Britto da Silva
Ortopedia, Traumatologia e Medicina do Esporte
Botafogo, Rio de Janeiro, RJ
atualizado em 06/06/2002.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ANTES DE POSTAR SEU COMENTÁRIO Leia SOBRE O BLOG

http://www.marcosbritto.com/p/blog-page.html

Somente os seguidores do Blog poderão postar comentários.
Não realizamos consultas pela internet!

Postagens mais lidas na última semana