Dr. Marcos Britto da Silva - Ortopedia, Traumatologia e Medicina Esportiva: 12/01/2010 - 01/01/2011

Pé Plano Flácido e Pé Chato - Evolução e Tratamento

O que é o pé plano flexível ou pé chato?
Pé plano flexível é uma condição na qual o arco do pé desaparece quando o pé apoia no chão e reaparece quando o paciente levanta os artelhos ou ainda quando a criança fica na ponta dos pés.

O pé plano flexível é uma doença grave?
Não, Os pais e outros membros da família frequentemente se preocupam desnecessariamente com um arco plantar interno anormalmente baixo ou ausente no pé de uma criança. Imaginam que isso levará a deformidades ou uma deficiência no futuro. A maioria das crianças recupera algum arco plantar interno a medida que a criança cresce sem quaisquer problemas e sem tratamento com órteses ou palmilhas. A condição geralmente é indolor e  não interfere com a prática de esporte. Porém alguns casos de pés planos flácidos graves que não corrigem com o passar dos anos também se beneficiam de tratamento cirurgico.

Todo pé plano é benigno?
Não, algum pés planos são patológicos e requerem tratamento inclusive cirúrgico.

Como diagnosticar o pé plano flexível?
Pedimos ao paciente para ficar na ponta dos pés e observamos o surgimento do arco plantar interno como na figura ao lado.





Qual a evolução natural do Pé Plano flexível na Infância?
Foto: evolução natural do pé plano aos 3 anos e aos 15 anos com o arco plantar formado.


Um pé chato flexível tem uma função muscular e  mobilidade articular dos ossos do pé normais.  Conforme a criança cresce e caminha sobre o pé, os tecidos moles do pé ( ligamentos, músculos) vão modelando o arco plantar de forma gradual.  
O pé plano flexível prossegue até que a criança tenha no mínimo 5 anos de idade. Em alguns casos o  pé chato flexível continua até a adolescência e vida adulta porém é indolor. Em alguns casos a criança ou adolescente pode apresentar dor  ao longo da parte inferior e medial do pé, nesses casos um médico ortopedista deverá ser consultado. 

Imagens pré operatórias
Como é o tratamento para o pé plano flexível?
O médico ortopedista deverá ser consultado, o tratamento é feito com fisioterapia, palmilhas e exercícios para os músculos dos pés. Nos casos onde o pé flexível progride para uma pé plano rígido o tratamento cirúrgico pode estar indicado.

Tratamento Cirurgico 
Alguns casos de pé plano valgo graves se beneficiam de tratamento Cirurgico. A cirurgia em geral é realizada entre os 8 e 14 anos com boa recuperação 


2 anos de pós operatório pela Técnica de Miranda

referencias:
Tratamento cirúrgico do pé plano valgo RICARDO MALAQUIAS DE MIRANDA, ALBERTO EDUARDO PERES, JARDÉLIO MENDES TORRES RBO Junho - 1993
Dr. Marcos Britto da Silva
Ortopedista, Traumatologista e Médico do Esporte
Rio de Janeiro, RJ, Brasil
atualizado em 11/08/2011

Vista Cansada e Torcicolo

Qual a relação entre problemas visuais e torcicolo?
O pescoço controla a posição da cabeça e mantemos a cabeça em posição ruim devido a problemas oculares podem surgir as dores no pescoço.

Quais problemas visuais causam mais frequentemente a dor no pescoço?
O mais frequente é a vista cansada ( presbiopia) que é a anomalia da visão que ocorre com o envelhecimento da pessoa. O cristalino fica rígido e perde a capacidade de acomodação da visão para perto.

Óculos multifocal pode ser a causa de dor no pescoço e na cintura escapular?
Sim, o óculos multifocal como o nome diz tem várias distâncias focais, a maneira de encontrar o foco correto é inclinando a cabeça. quando o óculos está fora do grau o paciente fica mexendo a cabeça para cima e para baixo para tentar achar a parte da lente que tenha a distância focal correta principalmente quando lê e usa o computador ao mesmo tempo. Esse movimento repetido o dia todo leva a fadiga muscular e consequentemente a dor na musculatura posterior do pescoço. ( mialgia no músculo trapézio)

Como diagnosticar esse problema?
Peça ao paciente para trabalhar com um computador e transcrever algo que esteja escrito numa folha ao lado do computador, observe se ele movimenta a cabeça para cima e para baixo tentando achar o foco ideal.

Dr. Marcos Britto da Silva
Ortopedista, Traumatologista e Médico do Esporte
Rio de Janeiro, RJ, Brasil
atualizado em 07/12/2013

Estatinas, Sinvastatina e Dor Muscular

Com a maior preocupação com a qualidade de vida e com a maior sobrevida da população casa vez mais os médicos prescrevem medicamentos para a baixar os níveis de colesterol. ( hipolipemiante) Esses medicamentos são chamados estatinas e uma das mais usadas e a sinvastatina.

O que são as estatinas?
As estatinas são drogas usadas no tratamento das dislipidemias, com estudos comprovando sua ação na redução da mortalidade por doença cardiovascular. Seus benefícios são independentes de sexo ou idade, sendo usados tanto na prevenção primária quanto na secundária de doença cardiovascular.

Nomes comerciais da sinvastatina: 
CLINFAR, Vaslip, DIOCOMB, SINVASCOR, SINVASTACOR, SINVASTATINA,  ZOCOR

A sinvastatina causa dor muscular?
Sim, atualmente a sinvastatina e os outros medicamentos para abaixar o colesterol são uma das principais causas de mialgia (dor muscular)

A sinvastatina causa dor muscular em todos os casos?
Não, muito pacientes usam sinvastativa por muitos meses e anos e não tem mialgia. Porém esses pacientes podem apresentam episódios de dor muscular quando fazem uso de outros medicamentos associados, principalmente medicamentos inibidores da enzima P450. Há uma maior change de complicação em pacientes que usam doses maiores e em associação com outros medicamentos.

A atividade física pode piorar o quadro de dor muscular em usuários de estatinas?
Sim, uma das maneiras de tratarmos o poliartralgia e as dores generalizadas é com a atividade física e alguns desses pacientes podem apresentar mialgia quando em uso de estatinas.

Existem outras complicações musculares com o uso de sinvastatina ?
Sim, existem relatos ( pouco frequentes) na literatura de rabdomiólise.

O que é a rabdomiólise?
A rabdomiólise é um possível efeito colateral do uso das estatinas, e consiste em necrose muscular com liberação de constituintes musculares na circulação. A severidade dos casos varia desde elevações enzimáticas leves sem mialgia, assim como dores musculares sem elevações enzimáticas, até casos severos de insuficiência renal aguda e óbito. Além da estatina, a rabdomiólise pode ser causada por politrauma, exercícios físicos extenuantes, doenças metabólicas, viroses, toxinas ou induzidas por outras drogas. esmagamento de várias partes do corpo como nos soterramento após terremotos.

Resumindo
Síndromes de miopatia associadas ao uso de estatinas variam desde mialgias simples até rabdomiólise associada à insuficiência renal aguda. O uso de estatinas deve ser feito somente sob orientação médica e o paciente deve informar a todos os médicos que usa estatina antes de iniciar  um tratamento com o uso de outros medicamentos.

Dr. Marcos Britto da Silva
Ortopedista, Traumatologista, Médico do Esporte
Rio de Janeiro, RJ, Brasil
atualizado em 03/12/2010.

Lesões Musculares, Câimbras e contratura muscular

O que é a Cãibra?
A Cãibra ou Caimbra é uma contratura muscular espontânea (espasmo muscular), involuntária, violenta, causada por despolarização das placas motoras devido ao acúmulo de metábólictos produzidos durante a contração múscular anaeróbica.

Qual a diferença entre caimbra e espasmo muscular?
A cãibra é um espasmo muscular violento, involuntário e agudo, porém podemos ter um quadro mais leve e menos agudo e a isso chamamos espasmo muscular.

Qual a relação entre a contratura muscular o espasmo muscular e a caimbra?
Todas são patologias musculares que provocam a contração do músculo. como dito anteriormente a caimbra é um espasmo muscular agudo ( intenso, violento) já a contratura muscular é a contração prolongada da musculatura. Imagine que o músculo teria uma cãimbra porém leve, só que no caso da contratura esse espasmo da musculatura ( contração múscular) permanece durante vários horas ou dias. Ou seja a contratura muscular e uma contração continuada do músculo e a Caimbra é um episódio agudo que dura poucos minutos e é muito intensa.

Quais os sintomas da Caimbra e da contratura múscular?
No caso da caimbra ocorre uma contração involuntária, muito intensa que necessita se ajuda para manter o músculo alongado. A contratura muscular apresenta o músculo endurecido ( contraturado).

O desequilíbrio de eletrólidos pode causar caimbra e espasmos musculares?
Sim, a mudança da concentração de eletrólitos e ácido lático provocam contratura muscular, o principal ion ligado a contração muscular é o cálcio, porém o Na ( sódio), K ( potássio) e Mg ( magnésio) podem estar envolvidos no espasmo muscular.

Banana e água de coco fazem bem  para os músculos, previnem e tratam a cãimbra?
Paciente em uso de diurético pode ter desequilíbrio hidro-eletrolítico, porém, caso os eletrólitos estejam normais no sangue, esses alimentos não mudam o quadro de caimbra.

Qual o papel dos isotônicos?
Exercícios extenuantes requerem uma hidratação com isotónico para prevenir as contraturas musculares a importância dos isotónicos aumenta ainda mais nos dias quentes.

Qual a melhor HIDRATAÇÃO durante a corrida ?
Começar sua corrida com o corpo pré hidratado. Tomar aproximadamente 300 ml de liquido isotónico 10 a 15 minutos antes de iniciar a corrida. Você pode perder entre 180 a 360 ml de líquido a cada 20 minutos de corrida, você deve beber 300 a 400 ml de líquido isotónico a cada 20 a 30 minutos ao longo de sua rota. Essas dicas se aplicam a todas as atividades físicas intensas. Durante o verão esse consumo pode aumentar. use a diga da balança descrita abaixo para ajudá-lo.
Importante pesar-se antes e depois das atividades físicas. Para cada 0,5 kg que você perder, beber aproximadamente 500 ml de líquido isotônico.
Após a primeiros dias você passa a conhecer seu consumo de líquidos e dessa maneira faz a reposição durante a prática de exercício.

Cãibra pode ser sintoma de uma doença grave?
As contrações musculares espontâneas atípicos podem ser sintoma de um desequilíbrio hidro eletrolítico que está presente em algumas doenças. Atenção a contratura dos masseteres ( não consegue abrir a boca por espasmo dos músculos que fecham a boca) nesse casos você deve procurar um médico clínico imediatamente.

Porque surgem caimbras noturnas?
A contratura muscular devido ao acúmulo de substratos da contração muscular anaeróbica não necessariamente ocorre no momento da atividade física. Essas câimbras podem estar relacionadas também a alterações metabólicas e frequentemente a problemas vasculares. Menos sangue chegando ao músculo obriga que esse faça atividade anaeróbia mesmo em atividades simples do dia a dia.

Qual o papel da massagem no tratamento da câimbra?
A massagem suave promove analgesia e ajuda no tratamento após o episódio de câimbra e contraturas musculares. No momento exato da câimbra o tratamento deve ser alongamento suave do músculo para impedir que ele fique em contração completa. A permanência em contração completa por vários segundos  leva a piora da câimbra e piora muito a dor após o episódio do espasmo. Quando o paciente descobre isso ele muitas vezes consegue evitar a câimbra simplismente mantendo o músculo alongado ao primeiro sinal de que o músculo irá entrar em espasmo.

O que é miofasciculação?
A mio fasciculação é uma contração muscular repetida.  Os músculos contraem em espasmos de pequena intensidade e repetidos. A miofasciculação é mais frequente nas lesões neurológias de desnervação muscular. Porém podem ocorrem espontaneamente em parte de um músculo sem uma causa aparente ( quando você olha parte da perna ou do braço estão mexendo sozinhos).

O que blefaro espasmo?
É a mio fasciculação que ocorre nas pálpebras, a pálpebra se mexe espontaneamente como se o paciente estivesse discando os olhos involuntariamente.

Dr. Marcos Britto da Silva
Ortopedista, Traumatologista, Médico do Esporte
Rio de Janeiro, RJ , Brasil
atualizado em 02/12/2013.

Google+ Followers