Dr. Marcos Britto da Silva - Ortopedista,Traumatologia e Medicina Esportiva: Bursite do Quadril

Bursite do Quadril


Descrição da Bursite do Quadril
Sintomas da Bursite no Quadril
Fatores de Risco para a  Bursite do Quadril
Diagnóstico da Bursite do Quadril
Tratamento da Bursite do Quadril
Reabilitação pós Bursite no Quadril
Prevenção da Bursite do Quadril

Descrição da Bursite do Quadril
A bursite do quadril é causada por uma inflamação da bursa trocanteriana, uma pequena bolsa gelatinosa que geralmente contém uma pequena quantidade de líquido. Bursas estão localizados por todo o corpo, sobretudo em torno do ombro, cotovelo, quadril, joelho e calcanhar. Eles agem como almofadas entre os ossos e os tecidos que recobrem os tendões, e ajudam a reduzir a fricção entre os músculos e os ossos. Ela é conhecida como bursite trocantérica ou bursite trocanteriana.

Relação da bursa trocantérica,
banda iliotibial e o trocânter maior.
Trocanter Maior
A protuberância óssea na região lateral do quadril é chamado o trocânter maior. O trocanter maior é o ponto de fixação para os músculos que movem a articulação do quadril. O trocânter tem uma bursa bem grande sobrejacente e que ocasionalmente se irrita, resultando em bursite do quadril (bursite trocantérica).

Existem outras bursas no quadril além da bursa do trocanter maior?
Outra bursa localizado no (lado da virilha) no interior do quadril é chamada de bursa iliopsoas. Quando essa bursa fica inflamada, a condição é também por vezes referido como a bursite do quadril, mas a dor está localizada na região da virilha.Esta condição não é tão comum como a bursite trocantérica, mas é tratada de maneira semelhante.

Sintomas da Bursite no Quadril
O principal sintoma da bursite do quadril é a dor no momento do quadril e também ao deitar sobre o lado afetado. A dor geralmente se estende para fora da área da coxa. Nos estágios iniciais, a dor é geralmente descrita como aguda e intensa. Mais tarde, ela pode apresentar-se como uma dor mais difusa. Normalmente, a dor é pior à noite, quando deitado sobre o quadril afetado e também quando se levantar de uma cadeira depois de estar sentado durante algum tempo. A dor surge também em outras situações ao ficar em pé por tempo prolongado, subir escadas ou agachar.

Fatores de Risco para a  Bursite do Quadril
A bursite do quadril pode afetar qualquer pessoa, mas é mais comum em mulheres e pessoas de meia-idade ou idosos e menos comum em pessoas mais jovens e em homens. Os seguintes fatores de risco têm sido associados com o desenvolvimento da bursite do quadril.
  • Esforço repetitivo. Isso pode ocorrer durante a execução de atividades do dia a dia, subir escadas, andar de bicicleta, ou ficar em pé por longos períodos de tempo.
  • Traumas no quadril. Uma contusão na região lateral do quadril pode ocorrer quando você cai de lado, colide o quadril na borda de uma mesa ou permanecer deitado muito tempo somente de um lado do corpo, principalmente em colchão duro.
  • Doenças na Coluna Lombar. Isso inclui a escoliose, artrose da coluna lombar, coluna e outros problemas de coluna.
  • Discrepância de Membros Inferiores. Quando uma perna é mais curta que a outra por mais de 2 cm, isso afeta a maneira de andar e pode levar à irritação de uma bursa do quadril.
  • Artrite reumatóide torna as bursas mais propensos a  inflamar.
  • Cirurgia Prévia. Cirurgia ao redor dos implantes de próteses de quadril ou no quadril podem irritar e causar bursite bursas.
  • Obesidade aumenta a quantidade de pressão sobre a face lateral do quadril
  • Osteófitos ou depósitos de cálcio. Estes podem se desenvolver dentro dos tendões que se ligam ao trocânter. Eles podem irritar a bursa e causar inflamação.

Diagnóstico da Bursite do Quadril
Ortopedista examina o
trocânter maior (mão Esq)
paciente deitado de lado.
O sinal clínico mais importante é a dor na região do grande trocanter em alguns casos podemos usar manobras especiais.

Exames de Imagem: 
A RX simples, Ressonância Nuclear Magnética e a Cintilografia óssea podem auxiliar em algumas situações.
   . 

Tratamento da Bursite do Quadril

O tratamento não cirúrgico
O tratamento inicial de bursite do quadril não envolve cirurgia. Muitas pessoas com bursite do quadril podem sentir um alívio com as mudanças de estilo de vida simples, incluindo: 
  • Modificação de atividades, evitando as atividades que pioram os sintomas.
  • Uso de antiinflamatórios não-esteróides (AINEs), para controlar a inflamação e a dor 
  • O uso de uma bengala ou muletas durante uma semana ou mais. 
  • Fisioterapia
  • Tratamento Local com Gelo ou Calor
  • Infiltração de corticoide 
  • Trocar o colchão por um mais macio. 
Tratamento Cirúrgico
A cirurgia raramente é necessária para a bursite do quadril. Se a bursa fica inflamada e dolorida após todos os tratamentos não-cirúrgicos, o ortopedista  pode recomendar a remoção cirúrgica da bursa. .

Reabilitação pós Bursite no Quadril
Após a cirurgia, um curto período de reabilitação pode ser esperado. A maioria dos pacientes usa uma bengala ou muletas por alguns dias. O paciente caminha no dia seguinte a cirurgia. A dor da cirurgia geralmente desaparece após alguns dias.

Prevenção da Bursite do Quadril
A prevenção visa evitar condutas e atividades que fazem a inflamação da bursa piorar. Evitar atividades repetitivas que exerçam pressão sobre os quadris. Perder peso. Corrigir a discrepância dos membros inferiores com uma palmilha. Mudar o hábito de dormir, trocar o colchão. Manter a força e a flexibilidade dos músculos do quadril com exercícios e alongamento regulares.


Dr. Marcos Britto da Silva
Ortopedista, Traumatologista e Médico do Esporte
Botafogo, Rio de Janeiro, RJ, Brasil
atualizado em 14/06/2011

29 comentários:

  1. Somente os comentários dos seguidores do Blog serão postados, para postar um comentário primeiro você deve seguir o Blog ( veja a direita seguidores e click em Seguir)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dr Marcos. Tenho uma aluna de personal trainer que tem as duas bursites no quadril. Alguns movimentos como abdução, flexão e extensão no quadril nos exercícios quatro apoios eu evito. Mas ele tem sentido dor constantemente. O objetivo dela é emagrecimento. Meu trabalho se restringe muito. O que posso fazer para diminuir a dor ou não causa lá. Quais exercícios são recomendados e quais não são? Obrigada

      Excluir
    2. O mais importante é determinar o fator causar e retirá-lo, sem um tratamento específico os exercícios ficam muito prejudicados.

      Excluir
  2. Dr o que e incipiente bursite trocanterica

    ResponderExcluir
  3. Além da fisioterapia, afastamento da atividade física, o que mais se pode fazer para curar a bursite do quadril

    ResponderExcluir
  4. po to com a bursa iliopsoas inflamada , a fisoterapia vai adiantar e o uso do remedio diprosen pode ser feito..

    ResponderExcluir
  5. Dr, eu estou com bursite trocantérica, já foi diagnosticada pela ortopedista que me atendeu, inclusive ela sugeriu infiltração, mas eu estou morrendo de medo e já desisti várias vezes, mas a dor é intensa, qual a consequência futura desse problema, se eu não fizer a infiltração?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A infiltração pode acelerar o processo de cura em algumas situações porém não fazer em geral não provoca maiores transtornos

      Excluir
  6. Dr. Marcos, estou com bursite no ombro e bursite trocantérica no quadril. Estou fazendo tratamento com medicamento, com acupuntura e fisioterapia. A fisioterapia está sendo realizada com aquele aparelho que dá choquinho, ultrasson e com bolsa de água quente. Agora eu pergunto:
    - O melhor neste caso seria água quente ou gelo? Li em alguns sites que seria tratamento frio, inclusive podendo ser com crioterapia que seria a base fria.
    Aguardo retorno.
    Grata.

    ResponderExcluir
  7. Dr marcos, estou com bursite no quadril, receitaram nisulida e biofenac, mas infelizmente nao adiantou, sera que se eu fizer fisioterapia vai melhorar, ou sera melhor usar o remedio aliado a fisioterapia? Obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando um medicamento prescrito não obteve o resultado esperado devemos conversar novamente com o médico, algumas vezes os pacientes usam medicamentos similares e é importante o médico ter ciência de qual medicamento foi ingerido, qual frequência e por quanto tempo.

      Excluir
  8. Dr. Marcos, estou com bursite trocanteriana quadril d, adoro malhar e não queria parar. Quais os exercícios recomendados? Obrigada!

    ResponderExcluir
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Antes de instituir um tratamento para uma patologia precisamos confirmá-la.

      Excluir
  10. DOUTOR MARCOS SINTO DORES NO LADO DIREITO QUADRIL,OMBRO,PESCOÇO NÃO POSSO USAR NEM SUTIÃ A MUITOS ANOS FUI AO MÉDICO EM CONTAGEM MINAS COM O EXAME ELE DISSE QUE É BURSITE MAS DEPOIS DA INFILTRAÇÃO A SITUAÇÃO PIOROU PASSEI NO HOSPITAL VARIAS VEZES DESMAIADA ENTÃO UM MÉDICO PASSOU UM RÉMEDIO E ALIVIOU MAS ESTOU SENTINDO DORES MUITO INTENSA ELE PEDIU TOMOGRAFIA MAS NÃO TENHO CONDIÇÃO AJUDE ME.

    ResponderExcluir
  11. Doutor boa noite, tenho uma bursite trocanterica e artrose, sinto dores na região lombar, isso é da bursite ou da artrose, o que devo fazer para ficar melhor. Mim ajude.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A bursite no trocanter provoca dor no local, a artrose na coluna provoca dor lombar e em alguns casos dor nos membros inferiores.

      Excluir
  12. Ola Dr. Marcos, estou com bursite no quadril ha uns 8 meses, tenho tido crises que depois passam, sou professora de dança e infelizmente não consigo ficar sem executar alguns movimentos necessarios para o entendimento visual dos alunos, tenho uma carga de 8 hs por dia de aula. Tenho feito musculação para reforço muscular, mas quando da as crises não consigo nem caminhar srm sentir dores. Meu medico receitou condroflex, mas não vejo resultado. Tendo alguma dica para me ajudar. Tenho medo de navio poder exercer minha profissão devido esse problema. Obrigada.

    ResponderExcluir
  13. Já que as amiguinhas inseparáveis tendinite e bursite me tiram o sono.Lendo sobre,gostei desse blog.Não me assusto quando o médico me proponhe umas butsectomia..kk

    ResponderExcluir
  14. Olá Dr . Marcos, recentemente recebe o diagnóstico que estou com bursite no quadril, sempre pratiquei esporte de alto impacto, como futebol e corridas. Na verdade desde os meus 17 anos comecei a sentir essa dor, porém nunca dei muita importância. Nos últimos meses não estava mais conseguindo realizar o movimento normal da perna, perdendo a capacidade dos movimentos. tomei vários medicamentos receitados pelo médico que está acompanhando o meu caso. De fato, esse já é o terceiro especialista ao qual recorro.

    Se possível gostaria de alguma orientação de como proceder diante desse caso, pois já estou com muito tempo com essa doença.


    Desde já, agradeço.

    Respeitosamente


    Olavo Bandeira.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sugiro que você procure um ortopedista pois a perda de movimento pode estar relacionada a uma outra patologia

      Excluir
  15. olá, doutor marcos!
    gostaria de tirar uma dúvida: a bursite de quadril seria a mesma coisa que a lesão labral? após iniciar a prática da corrida (com certa "devoção", confesso) há quase seis meses, passei a sentir uma importante dor em região inguinal esquerda, com irradiação para face interna da coxa até o joelho, além de dor na região do quadril com irradiação externa até o joelho. Até bem pouco tempo tais dores apareciam quando eu, correndo, colocava o pé no chão mas agora, sinto-as quando trago a perna à frente para dar a passada. Fiz uma RNM que identificou uma lesão na porção posterior do labro acetabular esquerdo, com características degenerativas, o que me assustou um pouco. No entanto, ao ler sua descrição sobre a bursite trocanteriana, fiquei em dúvida porque não sinto dores à pressão local, apenas quando ando e/ou corro. Enfim, desculpe-me pelo tamanho do comentário mas seus posts me estimularam a isso.
    Desde já, obrigada!

    ResponderExcluir
  16. Não, a lesão labral é uma patologia diferente da bursite, são patologias distintas

    ResponderExcluir

ANTES DE POSTAR SEU COMENTÁRIO Leia SOBRE O BLOG Somente os seguidores do Blog poderão postar comentários. Se seu perfil no google não registrar seu email, escreva o email no corpo do comentário. Se você já migrou para o Google Plus você deve estar seguindo a página do blog no google+
Não realizamos consultas pela internet!

Últimas Artigos Revisados ou Publicados

Vídeos com Aulas e entrevistas com Dr. Marcos Britto da Silva

Loading...

Video Artroscopia de Joelho - Meniscectomia

Video Luxação Acromio Clavicular no Ombro

Video de Reconstrução do LCA

Arquivo do blog