Efetividade da Isoflavona de Soja no tratamento da Osteoporose e Sintomas da Menopausa

De acordo com um estudo realizado por Levis e colegas, a terapia com estrogênio com ou sem progesterona impede muitas mudanças associadas com a menopausa, tais como distúrbios do sono, ondas de calor e secura vaginal, mas muitas mulheres agora tem procurado terapias alternativas. A Proteína de soja contém fitoestrógenos, que têm sido estudadas por seu efeito sobre as condições que envolvem a deficiência de estrogênio. Tem-se observado que os sintomas da menopausa parecem menos graves em mulheres asiáticas que consomem produtos de soja diariamente. No entanto, três meta-análises sobre os benefícios dos produtos de soja relataram resultados conflitantes.
Este estudo comparando a suplementação com 200 mg de isoflavona de soja contra comprimidos de placebo  em mulheres pós-menopáusicas examina os efeitos sobre a densidade mineral óssea (DMO) e os sintomas da menopausa.

Isoflavonas de soja podem não prevenir os sintomas da menopausa ou a perda de massa óssea, de acordo com os resultados de um único centro, em estudo controlado por placebo, randomizado, duplo-cego relatado em 22 de agosto de 2011 da revista Archives of Internal Medicine.
Vies: As limitações deste estudo incluem uma taxa de abandono maior que o esperado em geral, taxa de abandono significativamente maior no grupo placebo e tamanho reduzido da amostra que podem ter causado a perda de poder.
Os autores concluíram que 200 mg de isoflavonas por dia, o que representa duas vezes a dose típica tomada diariamente por mulheres asiáticas, não tem benefícios para a DMO (densidade Mineral Óssea)  ou sintomas da menopausa em mulheres pós-menopáusicas.

Implicações Clínicas:
  • Suplementação de isoflavonas de soja a 200 mg por dia não melhoram a densidade mineral óssea na coluna e quadril e colo do fémur em mulheres pós-menopáusicas.
  • Suplementação de isoflavonas de soja a 200 mg por dia não aliviam os sintomas da menopausa em mulheres pós-menopáusicas.
Soy Isoflavones in the Prevention of Menopausal Bone Loss and Menopausal Symptoms
A Randomized, Double-blind Trial Silvina Levis, MD; Nancy Strickman-Stein, PhD; Parvin Ganjei-Azar, MD; Ping Xu, MPH; Daniel R. Doerge, PhD; Jeffrey Krischer, PhD Arch Intern Med. 2011;171(15):1363-1369. doi:10.1001/archinternmed.2011.330



Esse artigo é um resumo do artigo original publicado em Ingles e traduzido em parte aqui, para mais informações leia o artigo original na integra.

Comentários

Mais Lidos

Compressão do Nervo Ulnar no Cotovelo e Punho

Consolidação das Fraturas

Vitamina D Pura DePURA

Lesão Meniscal no Joelho

Cirurgia para tratamento da Fratura de Tornozelo

Frio ou Calor

Fratura de tíbia - Diafisaria

Cisto de Baker no Joelho

Entorse do Tornozelo

Bula do Addera D3

Minha foto
MARCOS BRITTO DA SILVA
Brazil
- Médico Ortopedista Especialista em Traumatologia e Medicina Esportiva - Chefe do Serviço de Ortopedia e Traumatologia do Hospital Pró-Cardíaco, - Professor Convidado da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio de Janeiro, - Membro Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte | SBMEE, Médico do HUCFF-UFRJ, - International Affiliate Member of the AAOS - American Academy of Orthopaedic Surgeons - Membro da Câmara Técnica de Ortopedia e Traumatologia do CREMERJ, - Especialista em Cirurgia do Membro Superior pela Clinique Juvenet - Paris, - Professor da pós Graduação em Medicina do Instituto Carlos Chagas, - Professor Coordenador da Liga de Ortopedia e Medicina Esportiva dos alunos de Medicina da UFRJ, - Membro Titular da SBOT - ( Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia), - Membro Titular da SBTO - ( Sociedade Brasileira de Trauma Ortopédico), - Mestre em Medicina pela Faculdade de Medicina da UFRJ - Internacional Member AO ALUMNI Association, - Internacional Member: The Fédération Internationale de Médecine du Sport,(FIMS)/International Federation of Sports Medicine (http://www.fims.org),