medico sem rosto X Um Médico para chamar de seu


#medicosemrosto
Qual o nome do médico que lhe atendeu ?
Não sei.

Quem lhe operou ?
Não sei.

A relação médico paciente não é mais a mesma e esta mudando na velocidade da internet no século 21. Ela deveria estar pautada em três elementos muito simples: Escolher seu médico, diálogo pessoal e a confiança. 

Um impacto profundo nas relações médico paciente está ocorrendo com a emergências das grandes corporações médicas que tentam minimizar a importância do médico e priorizar os processos. Os grandes grupos vendem uma medicina capitalista e estão entregando uma medicina socializada com médicos sem rosto. E mais do que isso em alguns casos limitando o acesso a equipamentos, tecnologia e materiais. 

Com alguma frequência quando o paciente vem para uma segunda opinião no consultório e perguntamos o nome dos médicos anteriores raramente o paciente se recorda. A escolha do médico muitas vezes é feita pelo livro do convênio e pela facilidade em marcar a consulta. O escolha é pela praticidade e não pelo conhecimento do médico.

O médico a cada dia perde autonomia e tem o rosto apagado na fotografia.

Quando um paciente vai ao consultório ele está procurando um médico específico. Quando é atendido por telefone, computador, sistemas automatizados ou outros meios de massa ele procura uma resposta imediata e a preocupação com a qualidade é menor.

Qual a formação e o conhecimento do médico que está lhe atendendo ?
  • Quantos anos estudou medicina ?
  • Qual a formação desse médico? 
  • É um médico estrangeiro: Seu diploma foi revalidado no Brasil ?
  • Ele tem o título de especialista em medicina (RQE)  ?
  • Como foi o atendimento com o seu amigo ?
  • Ele está disponível quando você precisa ?

O que é mais importante o hospital ou o médico ?

Se estivermos falando de hospitais com os equipamentos adequados ao atendimento o diferencial é o médico. 
Os grandes hospitais nas médias e grandes cidades tem hoje na sua maioria os mesmos equipamentos. Nesse contexto o diferencial é o médico que esta atendendo naquela instituição.
As grandes corporações tentam inverter essa equação ao dizer que um hospital é melhor. Isso não é verdade. Paredes não atendem pacientes.

Qual o melhor Hospital ?

O que faz um bom hospital é a equipe que trabalha nele. O atendimento humanizado e a qualidade desse atendimento. Quem proporciona isso não é a instituição e sim os profissionais da área de saúde. Funcionários da limpeza, enfermeiros, auxiliares de enfermagem, técnicos de radiologia, fisioterapeutas, médicos, recepcionistas, farmacêuticos,  circulantes em sala de cirurgia e todos os demais profissionais dentro do hospital.

Grandes grupos empresariais hoje investem em hospitais. Numa empresa uma das preocupações naturais é a marca. Porém em medicina isso esta em alguns casos sendo feito de modo distorcido. Algumas corporações querem que a marca seja mais importante que o médico.  Essa filosofia cria uma instituição de médicos sem rosto.

Como é a remuneração do médico ao atender pelo convênio ?

O modo de remuneração dos médicos com planos de saúde é estratificado pelo tipo de quarto / enfermaria. Exemplo: se o paciente interna no quarto ele recebe a tabela cheia. Se o paciente interna em enfermaria ele recebe a metade. O médico não pode entregar a metade do atendimento ao paciente, apesar de receber a metade pelo procedimento.
  • Paredes não fazem atendimento e sim profissionais, está na hora do paciente voltar a escolher o médico pelo Nome. 
  • Escolha seu médico, seu médico irá escolher o melhor hospital disponível dentro do seu plano de saúde.
  • Você pode usar a mecanização dos atendimentos com consultas com computadores e a telemedicina por telefone para tratar problemas simples e onde você não tem acesso ao médico, porém na primeira oportunidade procure seu médico.
  • Médico com rosto, um médico para chamar de seu.
  • #DigaNãoAsInstituiçõesComMédicoSemRosto
  • #medicosemrosto
  • #medicoparachamardeseu

Comentários

Mais Lidos

Compressão do Nervo Ulnar no Cotovelo e Punho

Consolidação das Fraturas

Vitamina D Pura DePURA

Lesão Meniscal no Joelho

Cirurgia para tratamento da Fratura de Tornozelo

Frio ou Calor

Fratura de tíbia - Diafisaria

Cisto de Baker no Joelho

Entorse do Tornozelo

Bula do Addera D3

Minha foto
MARCOS BRITTO DA SILVA
Brazil
- Médico Ortopedista Especialista em Traumatologia e Medicina Esportiva - Chefe do Serviço de Ortopedia e Traumatologia do Hospital Pró-Cardíaco, - Professor Convidado da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio de Janeiro, - Membro Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte | SBMEE, Médico do HUCFF-UFRJ, - International Affiliate Member of the AAOS - American Academy of Orthopaedic Surgeons - Membro da Câmara Técnica de Ortopedia e Traumatologia do CREMERJ, - Especialista em Cirurgia do Membro Superior pela Clinique Juvenet - Paris, - Professor da pós Graduação em Medicina do Instituto Carlos Chagas, - Professor Coordenador da Liga de Ortopedia e Medicina Esportiva dos alunos de Medicina da UFRJ, - Membro Titular da SBOT - ( Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia), - Membro Titular da SBTO - ( Sociedade Brasileira de Trauma Ortopédico), - Mestre em Medicina pela Faculdade de Medicina da UFRJ - Internacional Member AO ALUMNI Association, - Internacional Member: The Fédération Internationale de Médecine du Sport,(FIMS)/International Federation of Sports Medicine (http://www.fims.org),