Dr. Marcos Britto da Silva - Ortopedista,Traumatologia e Medicina Esportiva

OSTEOPOROSE

Hoje 20/10/2014, 15:30 horas estaremos no Programa Sem Censura da TVE falando sobre osteoporose.

1) O que é osteoporose ?
R. A Osteoporose é a perda da massa óssea, porém além da perda do cálcio pelo osso esse também sobre uma transformação estrutural. Essas alterações deixam o osso mais fraco, esse osso pode sofrer fraturas com pequenos traumas ou até mesmo fraturas espontâneas. Nesse caso o osso funciona com a coluna de um prédio que falha e o prédio desaba.

2) A partir de que qual faixa etária ela se inicia no homem e na mulher?
R. A osteoporose ocorre na mulher em geral no pós menopausa ( a menopausa é a última menstruação da mulher - a primeira menstruação tem o nome de menarca - o período que se segue após a última menstruação é chamado de pós menopausa) Porém também pode ocorrer em mulheres jovens clique aqui
No homem a osteoporose ocorre mais tarde, não existe uma idade certa para início da osteoporose, porém em geral nossa massa óssea aumenta do nascimento até os trinta anos, fica estável dos 30 aos 40 anos e começa a diminuir após os quarenta anos.
O ritmo dessa diminuição é em geral de 0,5 a 2% ao ano. Essa perda é mais acentuada no mulher que perde maiores quantidades de cálcio depois que para de menstruar. Nesse período de pós menopausa a mulher fica sem a proteção dos hormónios sexuais que funcionam como reguladores do cálcio no osso.
A perda nos homens está entre 0,5 a 1% ao ano e na Mulher entre 1 a 2% ( esses números não são uma verdade absoluta. São valores aproximados e estão aqui simplesmente para dar uma ideia da diferença de velocidade de perda óssea que ocorre entre homens e mulheres)

3) Crianças também podem ser portadoras de osteoporose ?
R. As crianças podem ter perda óssea porém em geral essa perda está ligada a outras doenças, principalmente relacionadas a vitamina D e baixa ingestão de leite e derivados.

4) A osteoporose é hereditária ?
R. Diretamente não, porém indiretamente sim.
Como o cálcio é absorvido no intestino e essa absorção é mediada pela vitamina D, na ausência de vitamina D a absorção do cálcio é muito difícil e o organismo praticamente não absorve o cálcio ingerido.
A vitamina D tem um polimorfismo de resposta pois ela atua sobre receptores celulares. Esse receptores celulares, por terem capacidade diferente de responder a vitamina D, se comportam diferentemente em cada indivíduo.
Resumidamente: A vitamina D é mais eficiente na absorção do cálcio em algumas pessoas que em outras e essa característica é hereditária.
Descendentes de pessoas que tem menor capacidade de absorção do cálcio no organismo e apresentaram osteoporose quando adultas tem maior probabilidade de apresentar Osteoporose.
Para esse subgrupo poderíamos dizer que temos provas científicas de hereditariedade na osteoporose. Porém isso não é verdade para todos pois os hábitos alimentares e físicos podem mudar o seu destino.

5) Quando devemos fazer o primeiro exame de "Densitometria óssea" ?
A densitometria desse ser feita sob orientação médica em geral solicitamos uma densitometria de base no pós menopausa, independentemente da idade. Em homens em torno dos cinquenta anos, novamente esses parâmetros podem variar caso a caso, podemos pedir a primeira densitometria em outras idades. Principalmente em mulheres jovens com dietas intensas e baixa exposição solar.

5) Qual a periodicidade para a realização do exame da "Densitometria óssea" ?
R. Com intervalo de 1 ano nos pacientes em tratamento ou com intervalo de 2 ou 5 anos nos demais casos. Existem pacientes que tem uma boa massa óssea e podem fazer densitometria com intervalos ainda maiores.

6) Existe algum hábito alimentar que deverá ser evitado para quem é portador de osteoporose ?
O portador de osteoporose pode comer de tudo porém alguns alimentos devem ser evitados simultaneamente com o leite ( leite e derivados são a principal fonte de cálcio para o organismo)
  • Ácido fítico, 
  • ácido oxálico, 
  • celulose, 
  • alginatos, 
  • álcool, 
  • antiácidos, 
  • bloqueadores da secreção ácida, 
  • colestiramina e 
  • tetraciclina  
Diminuem a absorção do cálcio por redução da solubilidade, quer por alteração do pH, quer por formação de sais insolúveis como fitato e oxalato de cálcio. O cálcio em geral deve ser ingerido durante as refeições.

7) As drogas, o álcool e cigarro contribuem para a aceleração da osteoporose ?
R. Sim, Álcool e cigarro levem ser evitados, porém não devemos esquecer dos possíveis efeitos benéficos do vinho tinto ( 1 ou 2 taças no máximo ) durante as refeições principalmente quando comemos carne! O vinho pode ser substituído pelo suco de uva ou por suco de frutas vermelhas com o mesmo efeito.

8) Quando acontece uma fratura em decorrência da osteoporose, quais os procedimentos a serem adotados?
R. Quantificar a osteoporose, identificar a sua causa e iniciar o tratamento.

9) Após a fratura em decorrência da osteoporose o acidentado pode transmitir osteoporose ?
R. Não, a osteoporose não é uma doença contagiosa não há perigo de contaminação.

10) O clima interfere na absorção ou perda de cálcio ?
R. Sim, Apesar do nome de vitamina, a chamada vitamina D pode ser classificada como um hormônio que é produzido pelo organismo a partir do colesterol.
A produção da vitamina D ocorre nas camadas mais profundas da pele e essa produção ocorre quando a pele é exposta aos raios Ultra Violeta do sol, o comprimento de onda ideal esta entre 295-297 nm com indice UV maior que 3. Países de clima temperado em geral não tem esse índice UV durante o outono e o inverno e esse índice nunca é alcançado nos pólos.
Durante o inverno e em pessoas que não tem uma exposição adequada ao sol deve ser feito suplementação de vitamina D.

11) Há diferença de tempo na perda ou na absorção de cálcio entre o homem e a mulher?
R. A perda de cálcio é maior na mulher no pós menopausa porém após os 70 anos a velocidade de perda é semelhante, importante lembrar que essa perda pode ser minimizada, neutralizada ou até mesmo revertida com tratamento adequado e principalmente com atividades físicas.
A absorção da calcio parece ser igual entre os sexos, respeitando as diferenças hereditárias em relação ao polimorfismo de resposta dos receptores de vitamina D ( veja pergunta ao número 4 )

12) No tratamento da osteoporose, com cálcio + vitamina D, se faz necessário o uso de hormônios ?
R. Os hormônios e seus análogos, em geral, somente são usados em mulheres porém o seu uso deve ser cauteloso e supervisionado por médico ginecologista. Que atuará, nesse caso, em conjunto com o ortopedista no tratamento da osteoporose.

13) O sedentarismo é prejudicial a quem é portador de osteoporose ?
R. Sim, o sedentarismo é um dos principais fatores que desencadeiam a osteoporose. Pessoas ativas que praticam atividade física regular de 3 a 5 horas divididos ao longo da semana ( 40 minutos a 1 hora 5X por semana ) tem menor incidência de osteoporose. O tempo e a atididade física devem ser orientados pelo seu médico. Pessoas idosas podem apresentar restrições para determinadas atividades físicas bem como problemas cardíacos que limitem algumas outras.

14) Quais os alimentos que auxiliam no tratamento ou prevenção da osteoporose ?
R. Leite e derivados são os principais alimentos. São melhor absorvidos devido a maior solubilidade do caseinato de cálcio, do citrato de cálcio e também complexado a lactose. Leite com menor conteúdo de lactose tem mais dificuldade de absorção porém o leite desnatado não tem esse problema e alguns são inclusive mais ricos em cálcio que os demais!

15) Existe algum princípio ativo em algum medicamento que não deve ser ingerido quando portadores de osteoporose ou que façam tratamento com cálcio + vitamina D ?
R. A calcio e vitamina D são melhor absorvidos durante as refeições. A interação com os demais medicamentos devem ser discutidas com o seu médico.

16) A ministração prolongada de cálcio + vitamina D, pode causar algum efeito colateral ?
R. A quantidade de cálcio absorvida é determinada pela ingesta e pela capacidade de absorção do intestino. Se a ingesta é baixa, a absorção é alta, enquanto na ingesta alta a absorção é menor. Ou seja se o organismo não estiver precisando de cálcio ele não vai absorver. O Uso prolongado em geral não causa prejuízo porém devemos tomar cuidado com hiperdosagem.

17) A ministração de cálcio + vitamina D no tratamento da osteoporose, traz algum benefício adicional?
R. Sim, o cálcio é um ion que participa da resposta dos nervos, e também da contração muscular. A carência de vitamina D tem sido relacionada nos últimos anos à hipertensão, doenças cardíacas, equilíbrio e prevenção de quedas.

18) Qual seria a exposição corpórea mais adequada para a absorção dos raios solares? Há tempo de exposição diferente para cada tipo de cor de pele?
R. 15 minutos, 4 x por semana, no rosto, braços, pernas e costas. O tempo de exposição varia de abordo com o tom de pele. Homens e mulheres com tons de pele mais escuros podem necessitar de mais tempo expostos ao sol. A vitamina D e produzida nas camadas mais profundas da pele e a melanina funciona como um filtro solar natural, dificultando a transformação da 7-dehidrocoleterol em Vitamina D3 nas camadas Basal e Espinhosa na pele. Importante lembrar de se proteger com filtros solares e pegar o Sol antes da 10 horas da manhã ou no final da tarde. Exposição prolongada próximos ao meio dia produzem vitamina D mais intensamente porém também leva a uma maior incidência de câncer de pele.

19) Quais os tipos de exercícios físicos mais adequados para o tratamento da osteoporose no quadril, fémur, braço, etc.?
R. A osteoporose ocorre em todos os ossos do organismo, os exercícios físicos mais eficientes são os exercícios antigravitacionais, ou seja caminhar, correr e esportes em geral. A musculação também é muito eficiente. Novamente importante lembrar que nem todos os pacientes podem fazer esses exercícios lembre-se sempre de fazer um checkup esportivo com um cardiologista e um ortopedista antes de iniciar práticas esportivas.

20) Para quem é portador de osteoporose, o estresse pode prejudicar a absorção do cálcio e da vitamina D no organismo ?
R. O estresse em geral ocorre em períodos do dia ou durante poucas semanas nesse caso não causaria problemas. Estresses prolongados podem alterar os hábitos alimentares e dessa maneira interferir com o oferta de cálcio e vitamina D ao organismo.

21) Existe relação entre o colesterol e a osteoporose ?
R. Existem estudos que mostram que alguns pacientes com doença cardíaca tem também osteoporose.
Teoria: Uma das hipóteses para explicar esse fenômeno é a relação entre o Colesterol LDL, células imunes T, RANKL e Osteoclastos. O RANKL é um receptor ativator da NFκB ligante).
Linfócitos T expostos a LDL minimamente oxidada induzem a produção de RANKL. A RANKL por sua vez ativa e amadurece células que reabsorvem o osso chamados osteoclastos.
Resumidamente: Portanto níveis altos de colesterol LDL podem estar associados a Osteoporose pois níveis altos de LDL podem ser indiretamente responsáveis pelo aumento da atividade dos Osteoclastos.

Referencia: L.S. Graham, et al., Oxidized lipids enhance RANKL production by T lymphocytes: Implications for lipid-induced bone loss, Clin. Immunol. (2009), doi: 10.1016 / j.clim. 2009. 07. 011.

Dr. Marcos Britto da Silva
Ortopedista, Traumatologia e Medicina do Esporte
Botafogo, Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Atualizado em 19/06/2014

Últimas Artigos Revisados ou Publicados

Vídeos com Aulas e entrevistas com Dr. Marcos Britto da Silva

Loading...

Video Artroscopia de Joelho - Meniscectomia

Video Luxação Acromio Clavicular no Ombro

Video de Reconstrução do LCA

Localize Artigos por data