Fraturas Osteoporóticas do quadril - Prevenção com Cálcio Exercícios e Vitamina D

A osteoporose é caracterizada por redução da massa óssea e fragmentação da arquitetura óssea, resultando em um risco aumentado de fratura. 

Aproximadamente 1 em cada 2 mulheres e 1 em cada 5 homens com 50 anos ou mais sofrerão fratura osteoporótica durante a vida.

A fratura de quadril é a fratura osteoporótica mais grave, com um risco de aproximado de 30% de morte nos 12 meses seguintes à fratura. Em centros que realizam a cirurgia rapidamente e com mais recursos. Sendo maior que 50% dos casos onde a cirurgia é retardada por questões diversas.
A incidência de fratura de quadril aumenta exponencialmente com a idade, principalmente entre mulheres com 60 anos ou mais e homens com 70 anos ou mais.  Destacando os altos riscos absolutos de fratura de quadril após os 80 anos.
A vitamina D é essencial para a saúde músculo-esquelética, pois promove:
  • a absorção de cálcio, 
  • a mineralização e formação de tecido osteóide no osso  
  • manutenção da função muscular. 
O baixo nível de vitamina D causa:
  • hiperparatireoidismo secundário, 
  • perda óssea 
  • fraqueza muscular. 
  • maiores riscos de quedas e fraturas. 
  • Osteomalácia
A suplementação combinada com 800 UI de vitamina D por dia e 1200 mg de cálcio por dia tem sido recomendada para a prevenção de fraturas em idosos residentes em instituições e naqueles com baixo status de vitamina D. 

Qual a relação entre a concentração de vitamina D no sangue e o risco de fraturas?

A meta-análise dos estudos observacionais da concentração sanguínea de 25 (OH) D e do risco de fratura (11 estudos com 39141 participantes) demonstrou que concentrações mais elevadas de 25 (OH) D no sangue estavam associadas a riscos menores de qualquer fratura e fratura de quadril .
Um aumento de 10,0 ng / mL na concentração de 25 (OH) D foi associado a um risco 7% menor de qualquer fratura e um risco 20% menor de fratura de quadril.
Por outro lado, uma metanálise dos ECRs de suplementação diária com vitamina D e cálcio (6 ECRs com 49282 participantes) demonstrou uma redução marginalmente significativa no risco de qualquer fratura de 6% e de quadril de 16%.

Riscos cardiovasculares e renais do uso de suplementos
É importante ressaltar que a vitamina D combinada com cálcio versus placebo ou nenhum tratamento demonstrou que o tratamento combinado com vitamina D e cálcio estava associado a uma redução de 16% em o risco de fratura de quadril.
No entanto, foram levantadas preocupações sobre a segurança da combinação de cálcio e vitamina D para doenças cardiovasculares e maiores riscos de cálculos renais associados a suplementos de cálcio. Isso parece ser mais intenso nas pacientes suplementados isoladamente com cálcio em capsulas e é menor nos pacientes que associam suplementação e consumo intenso de alimentos ricos em cálcio,  especialmente laticínios.

Como Tratar e evitar as fraturas osteoporóticas de quadril ?

O melhor tratamento é realizado com a prevenção realizada através de um programa de atividades físicas regulares, exposição adequada ao sol ou suplementação de vitamina D oral e ingestão adequada de alimentos ricos em cálcio, principalmente laticínios ou na sua impossibilidade suplementação oral com comprimidos de cálcio.

Baseado no Artigo:
Vitamin D and Calcium for the Prevention of Fracture: A Systematic Review and Meta-analysis. Pang Yao, PhD; Derrick Bennett, PhD; Marion Mafham, MD; Xu Lin, MD, PhD; Zhengming Chen, DPhil; Jane Armitage, FRCP; Robert Clarke, FRCP,MD JAMA Network Open. 2019; 2 (12): e 1917789. doi:10.1001 / jamanetworkopen. 2019. 17789

Dr. Marcos Britto da Silva
Ortopedista, Traumatologista e Médico do Esporte

Botafogo, Rio de Janeiro, RJ, Brasil
atualizado em 28 /01/2020

Comentários

Mais Lidos

Compressão do Nervo Ulnar no Cotovelo e Punho

Consolidação das Fraturas

Vitamina D Pura DePURA

Lesão Meniscal no Joelho

Cirurgia para tratamento da Fratura de Tornozelo

Frio ou Calor

Fratura de tíbia - Diafisaria

Cisto de Baker no Joelho

Minha foto
MARCOS BRITTO DA SILVA
Brazil
- Médico Ortopedista Especialista em Traumatologia e Medicina Esportiva - Chefe do Serviço de Ortopedia e Traumatologia do Hospital Pró-Cardíaco, - Professor Convidado da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio de Janeiro, - Membro Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte | SBMEE, Médico do HUCFF-UFRJ, - International Affiliate Member of the AAOS - American Academy of Orthopaedic Surgeons - Membro da Câmara Técnica de Ortopedia e Traumatologia do CREMERJ, - Especialista em Cirurgia do Membro Superior pela Clinique Juvenet - Paris, - Professor da pós Graduação em Medicina do Instituto Carlos Chagas, - Professor Coordenador da Liga de Ortopedia e Medicina Esportiva dos alunos de Medicina da UFRJ, - Membro Titular da SBOT - ( Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia), - Membro Titular da SBTO - ( Sociedade Brasileira de Trauma Ortopédico), - Mestre em Medicina pela Faculdade de Medicina da UFRJ - Internacional Member AO ALUMNI Association, - Internacional Member: The Fédération Internationale de Médecine du Sport,(FIMS)/International Federation of Sports Medicine (http://www.fims.org),