Postagens

Mostrando postagens de 2012

Sindrome Compartimental: Fatores predisponentes

Imagem
Estudo apresentado na AAOS Meeting 2012 identifica fatores preditivos da síndrome do compartimento. Os principais fatores são: gravidade e desvio (deslocamento) entre os a tibia e o fêmur na fraturas do platô Tibial. A Síndrome compartimental é uma condição séria, grave e difícil de diagnosticar. Os cirurgiões ortopédicos tinham como principais métodos a avaliação clínica e a aferição da pressão  intra compartimental.  Os dados do estudo apresentado dia 10 de fevereiro de 2012 no Anual Meeting da Academia Americana de Cirurgiões Ortopédicos indicam que o deslocamento lateral e medial do fêmur e gravidade da fratura são fortes preditores de síndrome compartimental, nas fraturas do planalto tibial.  Fig. 1 - Fratura do Platô Tibial Índice de Alargamento Tibial Foto do Artigo de Bruce Ziran Fig. 2 Índice de deslocamento Látero-Lateral Fêmur Tíbia Foto do Artigo de Bruce Ziran Os Autores do Trabalho Dr. Becher e  Bruce Ziran, MD, realizaram uma análise retrospectiva de

Vitamina D - IV Encontro SBEM-RS / SBD-RS

A prevalência da deficiência de Vitamina D é real ou está super-estimada? Inicialmente fica claro que apesar da escassez de estudos de prevalência no Brasil, a deficiência de Vitamina D parece ser um problema comum em regiões de latitudes mais baixas como a região sul, e é especialmente uma condição mais prevalente no idoso. Em um estudo realizado com 102 idosos, não institucionalizados, de baixa renda, em Porto Alegre (Scalco et al Endocrine 2008 33(1) 95-100), a prevalência da deficiência de vitamina D chegou a 85,7%. Estes dados destoam entretanto, de um estudo realizado em crianças em Recife, que virtualmente não encontrou casos de deficiência de Vitamina D ( MAIS PRÓXIMO DO EQUADOR) . Na Europa, há uma nítida variação sazonal, com quedas no inverno, chegando a ocorrer uma prevalência de 40% em adultos jovens nesta estação do ano. Nos EUA, entretanto, o comitê do Instituto de Medicina (IOM) concluiu que a prevalência de deficiência de vitamina D está super-estimada, sendo que a

Desidratação e Performance nos Esportes

Importância da correta hidratação nos exercícios. Uma hidratação apropriada durante a atividade física de caráter recreativo ou competitivo pode garantir que o desempenho esperado seja atingido e que problemas de saúde sejam evitados. Os procedimentos para assegurá-la requerem conhecimento de fatores que influenciam quando e o quanto beber de água. As recomendações dependem do tipo de atividade e de fatores individuais, como condicionamento físico, idade, modalidade praticada, estresse ambiental, entre outros. Efeitos da Desidratação sobre o desempenho O estresse do exercício é acentuado pela desidratação, que aumenta a temperatura corporal, prejudica as respostas fisiológicas e o desempenho físico, com riscos para a saúde. Esses efeitos podem ocorrer mesmo que a desidratação seja leve ou moderada, com até 2% de perda do peso corporal, agravando-se à medida que ela se acentua. Com 1 a 2% de desidratação inicia-se o aumento da temperatura corporal em até 0,4oC para cada percentual

Dor Crônica

O que é dor crônica? A dor crônica é uma condição clínica caracterizada pela ocorrência de dor músculo-esquelética crônica na ausência de processos inflamatórios articulares ou musculares (ausência de substrato orgânico).  Código Internacional de Doenças:  CID10 - M79.7  ( Fibromialgia) Toda  dor crônica é fibromialgia? Quando surgiu o diagnóstico de  dor crônica ? anormalidades do sistema nervoso central (SNC). Quais  as caracteísticas da dor crônica sem substrato orgânico? Como  é o quadro clínico da dor crônica? Síndrome dos muitos Médicos. Como  é feito o diagnóstico da Fibromialgia? Existe  diagnóstico diferencial com fibromialgia? Distúrbios  do Sono e dor crônica. Substancia  P e Dor Crônica Qual a relação entre doença reumática e dor crônica? Qual  a relação entre dor Crônica fenômeno de Raynaud e outras afecções reumáticas? Qual  a relação entre síndrome de fadiga crônica e dor crônica/fibromialgia? Como  é a fisiopatologia da dor crônica? Qual  a relaç

Sindrome Ciclops após reconstrução do Ligamento Cruzado Anterior

A Perda da extensão do joelho após a reconstrução do ligamento cruzado anterior pode ocorrer devido a formação de um nódulo fibroso localizado na região ântero-lateral do túnel tibial, denominada Síndrome Cyclops. Este nódulo ocorre geralmente no pós-operatório imediato, porém existem relatos de formação tardia. A formação do Nódulo resulta na diminuição da extensão do joelho, com preenchimento da fossa intercondilar.  A diminuição do arco de movimento do joelho é uma das complicações mais freqüentes e difíceis após a reconstrução do ligamento cruzado anterior (LCA) e pode levar o paciente a um maior desconforto do que a própria instabilidade pré-operatória si.  . A sindrome de Cyclops pode surgir após reconstrução do LCA ou após a ruptura do LCA sem tratamento cirúrgico. Quais os sintomas? Os sintomas da síndrome cyclops geralmente começam no período pós-operatório e pode incluir perda de extensão do joelho, um sonoro click perto da extensão completa, crepitações doloro

Exercícios de Alto Impacto e Artrose

A atividade física regular é a base do tratamento e da prevenção da artrose. Sabemos que as atividades físicas de baixo impacto como andar e nadar são ótimas para as articulações dos membros inferiores. Em teoria as atividades de alto impacto poderiam causar lesões na cartilagem, que mais tarde poderá contribuir para a artrose. No dia 4 de novembro desse ano foi apresentado um trabalho no Congresso de Sociedade Norte Americana de Radiologia. Esse Trabalho analisou a ressonância de pacientes entre 45 e 55 anos divididos em tres categorias. Indivíduos com atividades físicas de baixo, médio e alto impacto. Pacientes com atividades de alto impacto apresentaram maiores alterações na ressonância. O grupo com atividade de alto impacto apresentaram maior incidência de lesões cartilaginosas, edema medular e lesões meniscais. Nenhum dos pacientes avaliados apresentava dor no joelho. Sabemos que as alterações da artrose ocorrem a medida que envelhecemos. A Cartilagem tem uma baixa capacidade

Osteólise

Imagem
O que é a osteólise ( Osteolisys)? A osteolíse é uma reabsorção óssea que ocorre reacionalmente no organismo, Osteo ( osso ) Lise (quebra)   Qual a aparência da osteólise na prática clínica ortopédica?   A osteólise aparece como uma área radio lucente  ( menor densidade óssea) com menor quantidade de osso na radiografia. Na imagem ao lado observe a área escura acima da prótese de quadril e abaixo da prótese de Joelho. Qual a importância clínica da Osteólise? A osteólise significa perda do osso e consequentemente perda da fixação ideal das próteses, em alguns casos a prótese deve ser trocada. Como surge a osteólise? A osteólise é provocada pelo debris, micro partículas liberadas pelo atrito entre os componentes da prótese. Todas as próteses tem osteólise? Não, a osteólise é provocada por essas microparticulas liberadas pelo atrito entre as superfícies, essas micro partículas provocam em algumas pessoas uma reação inflamatória que leva a absorção óssea ao redor das prót

Bula do Addera D3

ADDERA D3 medicamento para tratamento da carência de Vitamina D. Forma farmacêutica e apresentação  - ADDERA D3 (colecalciferol - vitamina D3) Solução oral: Frasco com 10, 15, 20 e 30 ml.   Composição  - Cada gota contêm aproximadamente 160 UI de colecalciferol (vitamina D3). Excipientes: Acetato de dextroalfatocoferol, triglicérides de ácido cáprico. Bula Indicações:  Suplementação vitaminica ( na verdade é uma reposição hormonal visto que a vitamina D é um hormônio -  leia mais aqui ) nos casos de hipo vitaminose D e auxilio no tratamento da Osteoporose para facilitar a absorção do Cálcio no Intestino a mineralização dos osteoblastos. A absorção do cálcio no intestino é dependente de vitamina D. Sem Vitamina D o cálcio não é absorvido, e sem vitamina d não ocorre a mineralização dos osteoblastos levando a  osteomalácia  ) Dosagem:  a dosagem deve ser determinada pelo seu médico.    O tratamento em adultos é feito a partir de 7 gotas dia. A dose deve ser individualizada

Postagens mais visitadas deste blog

Compressão do Nervo Ulnar no Cotovelo e Punho

Entorse do Tornozelo

Fratura de tíbia - Diafisaria

Quanto Custa Uma Cirurgia?

Fratura do Antebraço

Consolidação das Fraturas

Minha foto
MARCOS BRITTO DA SILVA
Brazil
- Médico Ortopedista Especialista em Traumatologia e Medicina Esportiva - Chefe do Serviço de Ortopedia e Traumatologia do Hospital Pró-Cardíaco, - Professor Convidado da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio de Janeiro, - Membro Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte | SBMEE, Médico do HUCFF-UFRJ, - International Affiliate Member of the AAOS - American Academy of Orthopaedic Surgeons - Membro da Câmara Técnica de Ortopedia e Traumatologia do CREMERJ, - Especialista em Cirurgia do Membro Superior pela Clinique Juvenet - Paris, - Professor da pós Graduação em Medicina do Instituto Carlos Chagas, - Professor Coordenador da Liga de Ortopedia e Medicina Esportiva dos alunos de Medicina da UFRJ, - Membro Titular da SBOT - ( Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia), - Membro Titular da SBTO - ( Sociedade Brasileira de Trauma Ortopédico), - Mestre em Medicina pela Faculdade de Medicina da UFRJ - Internacional Member AO ALUMNI Association, - Internacional Member: The Fédération Internationale de Médecine du Sport,(FIMS)/International Federation of Sports Medicine (http://www.fims.org),

Arquivo

Mostrar mais