Dr. Marcos Britto da Silva - Ortopedia, Traumatologia e Medicina Esportiva: Creatina

Creatina

A creatina tem sido apontada como o suplemento nutricional de maior eficiência na melhora do desempenho em exercícios de alta intensidade e no aumento de massa muscular. Já seu uso como recurso ergogênico em atividades físicas prolongadas não encontra nenhum suporte na literatura científica. A melhora, ou não, do desempenho em exercícios com predominância aeróbia é pouco documentada. Embora com resultados ainda controversos, muitos estudos têm sugerido que a creatina teria efeito ergogênico em indivíduos nos quais se constata diminuição de aporte da creatina exógena alimentar, como os vegetarianos e os indivíduos idosos, sendo somente para estes casos específicos, após boa análise do profissional especializado, médico e/ou nutricionista, justificável seu uso, embora, ainda, com fraco grau de recomendação. Somente para atletas competitivos de eventos de grande intensidade e curta duração, ou sejam, atividades nas quais predomina a utilização de fosfagênios, sempre em caráter excepcional, seu uso é permitido. Portanto, mesmo nesses casos, a recomendação é a de que em geral não se deve usar a suplementação de creatina, sendo seu uso aceito em raras ocasiões. Para os demais desportistas fica estabelecida a recomendação de nunca usar. Desse modo, recomenda-se que a utilização da creatina como suplemento, com finalidade ergogênica, seja analisada individualmente, caso a caso, de acordo com as necessidades analisadas. β-hidroxi-β-metilbutirato O uso de β-hidroxi-β-metilbutirato (HMB) tem sido cogitado como um potencial agente para o aumento da força e massa magra corporal, por promover ação anticatabólica. Porém, ainda faltam estudos científicos que comprovem de maneira inequívoca a eficácia do suplemento nessa ação ergogênica, a não ser em algumas situações específicas, como é o caso de populações de idosos que participam de programas de exercícios físicos visando o ganho de força muscular. Para a população em geral, mesmo quando se trata de atletas de competição, não existe recomendação para seu uso, devendo prevalecer a orientação de que não se deve usar.
Rio de Janeiro, RJ, Brasil
atualizado em 09/08/2010

4 comentários:

  1. RONIELLY, 19 ANOS NATAL RN
    geicynielly@hotmail.com
    OLÁ TENHO UMA DUVIDA..SE A CREATINA É TIPO UM ANABOLIZANTE? É PERIGOSO? VAI TRAZER PROBLEMAS PARA MINHA SAUDE COM O PASSAR DO TEMPO?

    ResponderExcluir
  2. O uso de creatina em não atletas de alto desempenho e sem orientação médica pode levar a vários problemas inclusive renais.

    ResponderExcluir
  3. Dr, fiz aplicação de óleo local estigor, o que ja me causou um inflamação que nunca para. Ja tomei muitos antibioticos, fico no maximo 1 semana legal depois vai voltando tudo.
    Quanto tempo esses oleos ficam em media no organismo. Apliquei cerca de 120 ml em cada coxa.

    ResponderExcluir
  4. O resto da vida, em geral eles saem somente com cirurgia, Não faça mais isso, a injeção de óleo mineral é muito perigoso e pode ter consequências seríssimas em alguns casos.

    ResponderExcluir

ANTES DE POSTAR SEU COMENTÁRIO Leia SOBRE O BLOG

http://www.marcosbritto.com/p/blog-page.html

Somente os seguidores do Blog poderão postar comentários.
Não realizamos consultas pela internet!

Postagens mais lidas na última semana