Dr. Marcos Britto da Silva - Ortopedia, Traumatologia e Medicina Esportiva: Bursite Trocantérica

Bursite Trocantérica


Descrição da Bursite do Quadril
Sintomas da Bursite no Quadril
Fatores de Risco para a  Bursite do Quadril
Diagnóstico da Bursite do Quadril
Tratamento da Bursite do Quadril
Reabilitação pós Bursite no Quadril
Prevenção da Bursite do Quadril

Descrição da Bursite do Quadril
A bursite do quadril é causada por uma inflamação da bursa trocanteriana, uma pequena bolsa gelatinosa que geralmente contém uma pequena quantidade de líquido. Bursas estão localizados por todo o corpo, sobretudo em torno do ombro, cotovelo, quadril, joelho e calcanhar. Eles agem como almofadas entre os ossos e os tecidos que recobrem os tendões, e ajudam a reduzir a fricção entre os músculos e os ossos. Ela é conhecida como bursite trocantérica ou bursite trocanteriana.

Relação da bursa trocantérica,
banda iliotibial e o trocânter maior.
Trocanter Maior
A protuberância óssea na região lateral do quadril é chamado o trocânter maior. O trocanter maior é o ponto de fixação para os músculos que movem a articulação do quadril. O trocânter tem uma bursa bem grande sobrejacente e que ocasionalmente se irrita, resultando em bursite do quadril (bursite trocantérica).

Existem outras bursas no quadril além da bursa do trocanter maior?
Outra bursa localizado no (lado da virilha) no interior do quadril é chamada de bursa iliopsoas. Quando essa bursa fica inflamada, a condição é também por vezes referido como a bursite do quadril, mas a dor está localizada na região da virilha.Esta condição não é tão comum como a bursite trocantérica, mas é tratada de maneira semelhante.

Sintomas da Bursite no Quadril
O principal sintoma da bursite do quadril é a dor no momento do quadril e também ao deitar sobre o lado afetado. A dor geralmente se estende para fora da área da coxa. Nos estágios iniciais, a dor é geralmente descrita como aguda e intensa. Mais tarde, ela pode apresentar-se como uma dor mais difusa. Normalmente, a dor é pior à noite, quando deitado sobre o quadril afetado e também quando se levantar de uma cadeira depois de estar sentado durante algum tempo. A dor surge também em outras situações ao ficar em pé por tempo prolongado, subir escadas ou agachar.

Fatores de Risco para a  Bursite do Quadril
A bursite do quadril pode afetar qualquer pessoa, mas é mais comum em mulheres e pessoas de meia-idade ou idosos e menos comum em pessoas mais jovens e em homens. Os seguintes fatores de risco têm sido associados com o desenvolvimento da bursite do quadril.
  • Esforço repetitivo. Isso pode ocorrer durante a execução de atividades do dia a dia, subir escadas, andar de bicicleta, ou ficar em pé por longos períodos de tempo.
  • Traumas no quadril. Uma contusão na região lateral do quadril pode ocorrer quando você cai de lado, colide o quadril na borda de uma mesa ou permanecer deitado muito tempo somente de um lado do corpo, principalmente em colchão duro.
  • Doenças na Coluna Lombar. Isso inclui a escoliose, artrose da coluna lombar, coluna e outros problemas de coluna.
  • Discrepância de Membros Inferiores. Quando uma perna é mais curta que a outra por mais de 2 cm, isso afeta a maneira de andar e pode levar à irritação de uma bursa do quadril.
  • Artrite reumatóide torna as bursas mais propensos a  inflamar.
  • Cirurgia Prévia. Cirurgia ao redor dos implantes de próteses de quadril ou no quadril podem irritar e causar bursite bursas.
  • Obesidade aumenta a quantidade de pressão sobre a face lateral do quadril
  • Osteófitos ou depósitos de cálcio. Estes podem se desenvolver dentro dos tendões que se ligam ao trocânter. Eles podem irritar a bursa e causar inflamação.

Diagnóstico da Bursite do Quadril
Ortopedista examina o
trocânter maior (mão Esq)
paciente deitado de lado.
O sinal clínico mais importante é a dor na região do grande trocanter em alguns casos podemos usar manobras especiais.

Exames de Imagem: 
A RX simples, Ressonância Nuclear Magnética e a Cintilografia óssea podem auxiliar em algumas situações.
   . 

Tratamento da Bursite do Quadril

O tratamento não cirúrgico
O tratamento inicial de bursite do quadril não envolve cirurgia. Muitas pessoas com bursite do quadril podem sentir um alívio com as mudanças de estilo de vida simples, incluindo: 
  • Modificação de atividades, evitando as atividades que pioram os sintomas.
  • Uso de antiinflamatórios não-esteróides (AINEs), para controlar a inflamação e a dor 
  • O uso de uma bengala ou muletas durante uma semana ou mais. 
  • Fisioterapia
  • Tratamento Local com Gelo ou Calor
  • Infiltração de corticoide 
  • Trocar o colchão por um mais macio. 
Tratamento Cirúrgico
A cirurgia raramente é necessária para a bursite do quadril. Se a bursa fica inflamada e dolorida após todos os tratamentos não-cirúrgicos, o ortopedista  pode recomendar a remoção cirúrgica da bursa. .

Reabilitação pós Bursite no Quadril
Após a cirurgia, um curto período de reabilitação pode ser esperado. A maioria dos pacientes usa uma bengala ou muletas por alguns dias. O paciente caminha no dia seguinte a cirurgia. A dor da cirurgia geralmente desaparece após alguns dias.

Prevenção da Bursite do Quadril
A prevenção visa evitar condutas e atividades que fazem a inflamação da bursa piorar. Evitar atividades repetitivas que exerçam pressão sobre os quadris. Perder peso. Corrigir a discrepância dos membros inferiores com uma palmilha. Mudar o hábito de dormir, trocar o colchão. Manter a força e a flexibilidade dos músculos do quadril com exercícios e alongamento regulares.

Dr. Marcos Britto da Silva
Ortopedista, Traumatologista e Médico do Esporte
Botafogo, Rio de Janeiro, RJ, Brasil
atualizado em 14/06/2011

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ANTES DE POSTAR SEU COMENTÁRIO Leia SOBRE O BLOG

http://www.marcosbritto.com/p/blog-page.html

Somente os seguidores do Blog poderão postar comentários.
Não realizamos consultas pela internet!

Postagens mais lidas na última semana