Cálcio e atividade física

Independente da idade em que você se encontra, ingerir cálcio na quantidade adequada e através da alimentação é muito importante. Ossos fortes ajudam a prevenir a osteoporose, diminuem o risco de lesão com o passar dos anos e o impacto da atividade física. Além disso, esse mineral está envolvido na transmissão nervosa, coagulação do sangue, contração e respiração muscular.

Para se ter uma boa massa óssea, é necessário que desde pequeno se ingira alimentos ricos nesse nutriente. Sua formação máxima ocorre na adolescência, podendo ter uma relevância menor até os 30 anos. Por esse motivo, dietas restritivas nessa faixa etária com baixíssimas calorias são contra-indicadas. No entanto, essa é uma prática que vem crescendo, principalmente entre meninas, com o objetivo de se manterem magras.

A prática da atividade física (principalmente atividades com peso) , combinada com a ingestão adequada de cálcio contribui para a fixação do cálcio nos ossos, principalmente até a adolescência. Na idade adulta, essa prática pode contribuir para um aumento de massa óssea em 1 ou 2 %, o que é um grande benefício se pensarmos que com o avanço da idade é mais fácil os ossos se tornem porosos.

Por outro lado, quando sua ingestão via alimentação é insuficiente, há uma diminuição de cálcio na corrente sanguínea (questões hormonais também podem influenciar) e assim, o corpo tende a repor essa deficiência retirando cálcio dos ossos e dentes. Desta forma, o osso fica mais frágil e pode ocorrer osteopenia e osteoporose, aumentando o risco de fraturas.

Portanto, inclua na sua alimentação: lacticínios (leite e derivados de uma forma geral); hortaliças verde-escuras como couve, agrião e rúcula; algas marinhas (podem ser encontradas em casas de produtos naturais e adicionadas às saladas); gergelim, leguminosas como feijão e lentilha; amêndoas, brócolis e couve-for.

Dicas:
- o cálcio para ser absorvido necessita de vitamina D e esta só é ativada na presença do sol. Assim, procure tomar 15 minutos diários de sol, de manhã cedo.
- Evite o consumo de alimentos ricos em sódio (embutidos, conservas, refrigerantes, etc), pois eles diminuem a absorção de cálcio.
- Alimentos que contenham cafeína, como café, chá preto, chá verde mate e refrigerantes não devem ser consumidos juntos com alimentos ricos em cálcio (leite, iogurte, queijos, etc), pois dimunuem sua absorção. Aguarde uns 40 minutos após a refeição para só então tomar seu cafezinho.
A ingestão diária de cálcio varia de acordo com a idade, conforme tabela abaixo.

Faixa etária
Recomendação diária de Cálcio
O que consumir para alcançar a recomendação?
Crianças de 1 a 3 anos
500 mg
2 copos de leite (400ml) = 536mg de Cálcio
Crianças de 4 a 8 anos
800 mg
2 copos de leite (400ml) + 2 fatias médias de queijo minas frescal (60g) = 884 mg de Cálcio
Adolescentes 9 a 18 anos
1300 mg
2 copos de leite (400ml) + 4 fatias médias de queijo minas frescal (60g) + 50g de couve manteiga refogada = 1 mg de Cálcio
Adultos 19 a 50 anos
1000 mg
2 copos de leite (400ml) + 2 fatias médias de queijo minas frescal (60g) + 4 castanhas do pará + 50g de couve manteiga refogada = 1002 mg de Cálcio
Adultos com mais de 51 anos
1200 mg
2 copos de leite (400ml) + 2 fatias médias de queijo minas frescal (60g) + 4 castanhas do pará + 50g de couve manteiga refogada + 1 iogurte de morango (200g) = 1204 mg de Cálcio
Exemplos de alimentos ricos em cálcio
Alimento
Quantidade
Teor de cálcio (mg)
Iogurte natural desnatado
1 pote (180g)
283
Leite de vaca desnatado UHT
1 copo raso (200g)
268
Iogurte sabor morango
1 frasco (200g)
202
Queijo minas frescal
1 fatia média (30g)
174
Couve manteiga refogada
50g
88
Fontes:  Food and Nutrition Board (FNB), Instituteof Medicine (IOM). Dietary Reference Intakes for Calcium, Phosphorus, Magnesium, Vitamin D, and Fluoride (1999).

Artigo escrito por:
Ana Cristina Teixeira

Comentários

  1. Bom dia Dr. Marcos Britto, vi em um de seus posts sobre a osteoporose dizendo que o leite e derivados são os principais alimentos para absorção de cálcio. No entanto, li alguns textos em sites de nutricionistas e vegetarianos, que conseguimos absorver apenas uma pequena parte do cálcio nos lacticínios e os alimentos que absorvemos mais são os vegetais verde-escuros, castanhas, cereais integrais e frutas cítricas, tofu, soja, amêndoa, grão de bico, gergelim, linhaça e chia. Além disso, o café, refrigerante, chá preto, alimentos com alto teor de sódio, como os industrializados e alimentos ricos em ferro (carne vermelha e feijão) prejudicam a absorção do cálcio, devendo ser ingeridos separadamente dos alimentos que contém o cálcio. Induzem a não tomarmos tanto leite pois somos os únicos animais a tomarem leite após desmamar e tendo capacidade de ingerir muito mais cálcio através de outros alimentos como os vegetais verde-escuros.

    Queria saber se essas informações realmente são válidas, na internet há pessoas falando de tudo, tenho medo de falsas informações. Então saberia me dizer se existem estudos científicos sobre absorvermos muito pouco cálcio do leite e por isso podemos viver apenas ingerindo cálcio desses outros alimentos?

    karina.oertel@hotmail.com
    Se puder me responder por e-mail.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ótimo comentário . Sim o leite e derivados são os alimentos que melhor fornecem cálcio ao organismo. A ingestão de proteínas é fundamental a saúde dos músculos e ossos. Poucos seres humanos conseguem absorver tudo que o organismo precisa sem ingerir carne, Peixe ou frango. Tentar uma alimentação saudável e ser dependende de suplementos não é ser saudável .

      Excluir

Postar um comentário

ANTES DE POSTAR SEU COMENTÁRIO Leia SOBRE O BLOG

http://www.marcosbritto.com/p/blog-page.html

Somente os seguidores do Blog poderão postar comentários.
Não realizamos consultas pela internet!

Mais Lidos

Compressão do Nervo Ulnar no Cotovelo e Punho

Consolidação das Fraturas

Vitamina D Pura DePURA

Lesão Meniscal no Joelho

Cirurgia para tratamento da Fratura de Tornozelo

Frio ou Calor

Fratura de tíbia - Diafisaria

Cisto de Baker no Joelho

Entorse do Tornozelo

Bula do Addera D3

Minha foto
MARCOS BRITTO DA SILVA
Brazil
- Médico Ortopedista Especialista em Traumatologia e Medicina Esportiva - Chefe do Serviço de Ortopedia e Traumatologia do Hospital Pró-Cardíaco, - Professor Convidado da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio de Janeiro, - Membro Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte | SBMEE, Médico do HUCFF-UFRJ, - International Affiliate Member of the AAOS - American Academy of Orthopaedic Surgeons - Membro da Câmara Técnica de Ortopedia e Traumatologia do CREMERJ, - Especialista em Cirurgia do Membro Superior pela Clinique Juvenet - Paris, - Professor da pós Graduação em Medicina do Instituto Carlos Chagas, - Professor Coordenador da Liga de Ortopedia e Medicina Esportiva dos alunos de Medicina da UFRJ, - Membro Titular da SBOT - ( Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia), - Membro Titular da SBTO - ( Sociedade Brasileira de Trauma Ortopédico), - Mestre em Medicina pela Faculdade de Medicina da UFRJ - Internacional Member AO ALUMNI Association, - Internacional Member: The Fédération Internationale de Médecine du Sport,(FIMS)/International Federation of Sports Medicine (http://www.fims.org),