Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2013

Impacto Subacromial e Escápula Alada

Vídeo mostrando um caso de Escapula Alada a direita (paralisia do nervo torácico longo)

A síndrome de impacto é uma das principais causas de dor no ombro. A síndrome de impacto do ombro é uma patologia multi fatorial, em geral esta relacionada ao imbalanço muscular entre o deltoide e os músculos do manguito rotador, porém existem outras causas.
Acima mostramos um vídeo de um paciente com paresia do nervo torácico longo levando a um movimento assíncrono entre a escapula e o úmero.
Esse movimento assincromo causado pelo neuropraxia nervosa provoca uma perda da ritmo escápulo torácico típico de 2:1 (escapulo torácico e gleno umeral normal).  O acrômio demora para mudar de posíção provocando um impacto dinâmico subacromial. O tratamento depende da recuperação nervosa e fisioterapia para recuperar a função muscular.


Dr. Marcos Britto da Silva Ortopedista, Traumatologia e Medicina do Esporte Botafogo, Rio de Janeiro, RJ, Brasil Atualizado em 22/11/2013

Lesão do Ligamento Cruzado Anterior

Imagem
Uma das lesões mais comuns do joelho é uma entorse, na entorse de joelho pode ocorrer o estiramento ao a ruptura do ligamento cruzado anterior (LCA). Atletas que participam de esportes de alta impacto como futebol e basquete são mais propensos a ferir os ligamentos cruzados anteriores, as mulheres atletas também são mais propensas a lesão do LCA. Anatomia
Anatomia normal do joelho, vista frontal Três ossos se encontram para formar o joelho: o fêmur, tíbia e rótula (patela).  Existem quatro principais ligamentos no joelho. Eles agem como cordas fortes para manter os ossos juntos e o joelho estável.
Ligamentos colaterais Estes são encontrados nas laterais do joelho. O ligamento colateral medial está na interna do joelho e o ligamento colateral lateral fica no lado de fora da articulação. Eles controlam os movimentos laterais, varo e valgo.
Ligamentos cruzados Estes são encontrados dentro da articulação do joelho. Eles se cruzam para formar um "X" com o ligamento cruzado anter…

Vitaminas Minerais e Antioxidantes nos exercícios

Vitaminas Para atletas em regime de treinamento intenso, tem sido sugerido, o que tem gerado controvérsia, o consumo de vitamina C entre 500 e 1.500mg/dia (proporcionaria melhor resposta imunológica e antioxidante) e de vitamina E (aprimoraria a ação antioxidante). A documentação científica permite que os profissionais qualificados, nutricionistas e médicos, prescrevam de forma sistemática vitamina C e E para atletas, com a ressalva de que esta atitude se baseia em baixo grau de evidência científica.
Minerais O zinco está envolvido no processo respiratório celular e sua deficiência em atletas pode gerar anorexia, perda de peso significativa, fadiga, queda no rendimento em provas de resistência e risco de osteoporose, razão pela qual tem sido sugerida sua suplementação alimentar. Entretanto, as evidências científicas não justificam o uso sistemático do zinco em suplementação nutricional e, sim, quando o acompanhamento determinar a necessidade. Atletas do sexo feminino, em dietas de rest…

Creatina

A creatina tem sido apontada como o suplemento nutricional de maior eficiência na melhora do desempenho em exercícios de alta intensidade e no aumento de massa muscular. Já seu uso como recurso ergogênico em atividades físicas prolongadas não encontra nenhum suporte na literatura científica. A melhora, ou não, do desempenho em exercícios com predominância aeróbia é pouco documentada. Embora com resultados ainda controversos, muitos estudos têm sugerido que a creatina teria efeito ergogênico em indivíduos nos quais se constata diminuição de aporte da creatina exógena alimentar, como os vegetarianos e os indivíduos idosos, sendo somente para estes casos específicos, após boa análise do profissional especializado, médico e/ou nutricionista, justificável seu uso, embora, ainda, com fraco grau de recomendação. Somente para atletas competitivos de eventos de grande intensidade e curta duração, ou sejam, atividades nas quais predomina a utilização de fosfagênios, sempre em caráter excepcion…
Minha foto
MARCOS BRITTO DA SILVA
Brazil
- Médico Ortopedista Especialista em Traumatologia e Medicina Esportiva - Chefe do Serviço de Ortopedia e Traumatologia do Hospital Pró-Cardíaco, - Professor Convidado da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio de Janeiro, - Membro Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte | SBMEE, Médico do HUCFF-UFRJ, - International Affiliate Member of the AAOS - American Academy of Orthopaedic Surgeons - Membro da Câmara Técnica de Ortopedia e Traumatologia do CREMERJ, - Especialista em Cirurgia do Membro Superior pela Clinique Juvenet - Paris, - Professor da pós Graduação em Medicina do Instituto Carlos Chagas, - Professor Coordenador da Liga de Ortopedia e Medicina Esportiva dos alunos de Medicina da UFRJ, - Membro Titular da SBOT - ( Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia), - Membro Titular da SBTO - ( Sociedade Brasileira de Trauma Ortopédico), - Mestre em Medicina pela Faculdade de Medicina da UFRJ - Internacional Member AO ALUMNI Association, - Internacional Member: The Fédération Internationale de Médecine du Sport,(FIMS)/International Federation of Sports Medicine (http://www.fims.org),