Dr. Marcos Britto da Silva - Ortopedia, Traumatologia e Medicina Esportiva: Hamburger: O que estamos comendo?

Hamburger: O que estamos comendo?

Quando comemos um sanduíche muitas vezes não sabemos exatamente o que estamos comendo, um estudo interessante avaliou a composição histológica das 8 principais marcar de hamburgeres vendidos nos estados unidos

Os americanos consomem cerca de 5 bilhões hambúrgueres por ano. Presume-se que a maioria dos hambúrgueres são compostos principalmente de carne. O objetivo deste estudo foi avaliar o conteúdo de oito marcas de fast food de hambúrguer utilizando métodos histológicos . Oito diferentes marcas de hambúrgueres foram estudados. Os parâmetros avaliados foram: o teor de água em peso e para tipos de tecidos microscopicamente reconhecíveis. Foi pesquisada também a Proteína ácida fibrilar glial ( GFAP), a coloração foi utilizado para avaliar a presença de tecido cerebral . 

O conteúdo de água por peso variou de 37,7 % a 62,4% (média de 49%). Teor de carne nos hamburgers variou de 2,1% a 14,8% (mediana , 12,1%) . 

O custo por grama de hambúrguer variou de $ 0,02 a $ 0,16 ( mediana , 0,03 dólares ) e não se correlacionou com o teor de carne . 

A microscopia eletrônica mostrou músculo esquelético relativamente preservada ( carne propriamente dita). Observou-se uma variedade de tipos de tecidos além do músculo esquelético , incluindo tecido conjuntivo ( n = 8 ) , os vasos sanguíneos (n = 8 ) , nervo periférico ( n = 8 ) , o tecido adiposo ( n = 7 ), material de plantas ( n = 4 ), cartilagem ( n = 3 ), e osso ( n = 2 ).

Em dois hambúrgueres , foram identificados parasitas intra celulares ( Sarcocystis ). 
A marcação GFAP não foi observada em nenhum dos hambúrgueres. 
O teor de lipídios foi classificada como 1 + (moderado) em 6 hambúrgueres e 2 + (marcado ) em 2 hambúrgueres. 

Conclusão: Hambúrgueres de fast food são compostas de pouca carne (mediana, 12,1%) . Cerca de metade do seu peso é constituída por água. Tipos de tecidos esperados e encontrados em alguns hambúrgueres incluíram osso e cartilagem. Material inesperado incluem matéria vegetal; nenhum tecido cerebral estava presente. Os parasitas Sarcocystis foram descobertos em dois hambúrgueres.

Artigo original: Fast food hamburgers: what are we really eating?

Dr. Marcos Britto da Silva
Ortopedista, Traumatologista e Médico do Esporte
Botafogo, Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Atualizado em 01/05/2014

Um comentário:

  1. Meu Deus !
    Ainda bem que eu naun gosto de carne moida, nem tanto de outro tipo de carns...

    ResponderExcluir

ANTES DE POSTAR SEU COMENTÁRIO Leia SOBRE O BLOG

http://www.marcosbritto.com/p/blog-page.html

Somente os seguidores do Blog poderão postar comentários.
Não realizamos consultas pela internet!

Postagens mais lidas na última semana