Dr. Marcos Britto da Silva - Ortopedista,Traumatologia e Medicina Esportiva: Osteonecrose

Osteonecrose

A osteonecrose ocorre quando o osso perde a sua vascularização, e o osso morre. A osteonecrose também é conhecida como necrose asséptica, necrose avascular ou necrose isquêmica.
O que ocorre na osteonecrose?
O osso é uma estrutura vida e quando perde a vascularização o osso morre, as células ósseas morrem. Com a morte dos osteócitos o osso pode ficar mais fraco e colabar ( imagine as colunas de um prédio que começaram a quebrar). 
Como é evolução da osteonecrose?
A osteonecrose óssea é uma doença auto limitada, ou seja, tem começo meio e fim. Progride sempre para a cura. Importante entender que a cura do osso não significa que a região irá voltar a ser como era antes. Quando dissemos que ela evoluiu para cura queremos dizer que o osso morto será substituído por osso vivo, num processo lento que cura meses ou anos.
Como fica o osso após a cura da osteonecrose?
Durante a evolução da osteonecrose o resultado final depende muito da área do osso que foi afetada. quando a área é pequena o osso não perde a resistência estrutural e não colada ( não afunda). Ocorre cura e não ficam sequelas. Quando á área é grande o osso perde a resistência estrutural e pode afundar, perdendo a sua forma e levando a uma artrose secundária a deformidade óssea.
Como é tratada a osteonecrose?
O ponto importante é manter o osso na sua forma original enquanto ocorre o processo se remodelação do osso.
O que é o processo de remodelação óssea?
A remodelação óssea é a substituição do osso necrótico, morto, por osso novo, sadio.
A osteonecrose pode ser tratada com cirurgia?
Sim, existem várias técnicas cirúrgicas para tratar a osteonecrose. O tipo de cirurgia é específico para cada osso do corpo afetado. Por exemplo na cabeça do fémur, nos estágios iniciais podemos realizar uma cirurgia descompressiva e colocar enxerto na região para acelerar o processo. Nos casos mais graves e adiantados pode ser necessário realizar uma prótese de cabeça de fêmur.
Existem outras formas de tratamento?
Sim, como precisamos manter a forma do osso, algumas vezes retiramos o stress da articulação. No caso dos membros inferiores o paciente pode usar um par de muletas e nos casos dos membros superiores evitar as posições que provoquem carga sobre a região do osso afetado.
Quais locais do organismo são mais afetados pela osteonecrose?
A osteonecrose pode acometer virtualmente qualquer osso porém ela é mais comum na cabeça do fémur, cabeça do úmero, osso semilunar na mão, ossos do pé ( navicular, 1 e 2 metatarsianos e Tálus) e no Joelho.
Quais as causas do osteonecrose?
As causas da osteonecrose não são  completamente conhecidas uma boa percentagem é classificada como idiopática, porém alguns fatores estão associados a uma maior 
incidência: uso crônico de corticóide, alguns tipos de anemia, uso crônico de álcool, lesões articulares, alguns tipos de artrite a também alguns tipos de câncer.
Leia mais: Osteonecrose Avascular da cabeça do úmero.

Leia mais sobre osteocondrite e osteocondrose

Dr. Marcos Britto da Silva
Ortopedista e Medicina do Esporte
Botafogo, Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Atualizado em 15/09/2013

64 comentários:

  1. Dr. Marcos, Bom dia.

    A osteonecrose é a lesão da Jade Barbosa?
    Li em outros blogs que a lesão da Jade é praticamente irreversivel, porém o Sr. diz que a doença tem cura!
    Sou um grande fã da Jade e gostaria de saber se o Sr. Poderia ajudá-la

    Luciano Freitas, 28 anos
    Natal - RN

    ResponderExcluir
  2. Boa Noite, Luciano.

    Não conheço detalhes do caso da Jade Barbosa. Caso ela tenha uma osteonecrose em teoria no futuro ela pode ficar curada (leia detalhes no Post acima). Conheço pessoalmente a equipe de cirurgiões que cuidam da Jade e eles são competentes, fique tranquilo ela está em boas mãos.

    ResponderExcluir
  3. Olá Dr. Marcos
    Boa tarde,

    Há +- 3 anos descobri que era portadora de doença de kienbock (necrose avascular do semilunar direito), e já estava em fase de desfragmentação. Fiz tratamento com repouso, fisioterapia e tb infiltração. Nada adiantou. A dor era constante e às vezes insuportável. No ano passado, meu médico decidiu que seria melhor fazer a ressecção desse osso junto com o escafóide e piramidal. Hj estou melhor, já me acostumei com a dor, que é constante. Perdi alguns movimentos do arco da mão direita e às vezes fico arrependida de ter feito a cirurgia.O Sr. acha que nesse caso, foi o melhor tratamento?
    Estou perdida.... E em dúvida. O sr. pode me ajudar????
    Abços

    Rose Souza - 40 anos
    Valença/RJ
    dinizrosi6@hotmail.com

    ResponderExcluir
  4. Sugiro que você faça uma consulta para esclarecer suas dúvidas com um ortopedista, você dificilmente conseguirá encontrar a resposta que procura na Internet.

    ResponderExcluir
  5. E A REPOSIÇÃO OSSEA E TRATAMENTO COM CELULAS TRONCO, INFILTRAÇÕES E ETC. OUTRO DIA VI UMA REPORTAGEM SOBRE TRATAMENTO SEM CIRURGIA COM REPOSIÇÃO OSSEA DA CABEÇA DO FEMUR NA INGLATERRA E ATÉ PENSEI EM SER UM "COBAIA" DA SANTA CASA AQUI DE SAO PAULO, POIS TENHO NECROSE AVASCULAR DA CABEÇA DO FEMUR FICAT 4 NA ESQUERDA E FICAT 1 NA DIREITA, ISTO EM 2007. NAO SEI COMO ESTA HOJE UMA VEZ QUE NAO TENHO MAIS PLANO DE SAUDE PARA FAZER TOMOGRAFIA E ESTOU AGUARDANDO SER CHAMADO PELA SANTA CASA DESDE 2009. TOMAVA ARTROLIVE E BONALEN. PAREI POIS NAO TENHO COMO COMPRAR OS REMEDIOS. AGORA SO TOMO CALDO DE MOCOTÓ QUE DISSERAM QUE É BOM PARA PRODUZIR CARTILAGENS, NECESSARIAS NO LOCAL.

    ResponderExcluir
  6. Para postar comentários é fácil basta seguir o blog e enviar seu comentário.

    ResponderExcluir
  7. BOA NOITE DR. MARCOS . MEU NOME É ELAINE E á dois meses fiz descompressao do quadril direito mas ainda estou sentido dores, gostaria de saber se é normal essas dores. obrigado.

    ResponderExcluir
  8. Elaine, por favor informe seu email e torne-se seguidora do blog

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dr. Marcos, gostaria de saber se existe alguma restrição para quem teve Calve Legg Perthes quanto a prática da musculação?

      Excluir
    2. Depende do resultado anatômico final

      Excluir
  9. Dr. Marcos,minha mãe sofre com essa doença,pois os medicos dela dissem que não tem cura,agora lendo o seu blog me deparei com a noticia de que é curavél,o meu problema maior é que já faz algums anos que ela tem a doença e tbm ela tem lupus,o que agrava ou não o caso!!o tratamento dela(que na minha opnião ñ é um tratamento)é só injeções de dolantina,pois é alergica a alguns medicamentos,e pra piorar o caso,devido há alguns anos recebendo esse medicamento suspeito que já se tornou um vicio,no qual ate Hospitais se negarem a dar as injeções,infelismente meu pai não pensa da mesma forma,e até consegue esse medicamento (Dolantina)pagando um preço alto para medicos e enfermeiros de hospitais publicos e particulares.
    Já não sei mais o que fazer e nem a quem procurar,até me deparar com sua matéria,se realmente essa doença for curável,vou até o inferno se for preciso para salvar a minha Mãe,pois não aguento mais ver meu pai pagando uma fortuna para pessoas que invez de ajudar estão e viciando minha Mãe...

    ResponderExcluir
  10. Boa tarde Dr. sou educador físico e tenho uma aluno com osteonecrose na cabeça do fémur. O mais ideal seria mesmo atividades apenas com contração isométrica? Ela também faz aulas de hidroginástica, acha que estamos no caminho certo??

    ResponderExcluir
  11. Cuidado com a atividade física, faça somente o que o médico ortopedista do paciente orientar, em alguns casos a osteonecrose pode requerer tratamento cirúrgico.

    ResponderExcluir
  12. Dr., bom dia. Sofri um acidente de motocicleta, sofri serios impactos mas o raio x nao apontou nenhum osso quebrado. Tive alta no mesmo dia, ja estou ha alguns dias bem, estou trabalhando, mas estou com fortes dores nas costelas (tenho a impressao que, dependendo da posicao que fico, alguma delas se move). Alem disso, tenho diversas daquelas marcas roxas pelo corpo, tipicas de pancadas. Gostaria de saber se existe risco de eu ter osteonecrose ou algum tipo de necrose que requeira tratamento? Obrigado.

    ResponderExcluir
  13. As fraturas de arcos costais ( costelas) muitas vezes não aparecem no RX. Procure novamente o médico.

    ResponderExcluir
  14. Olá Dr. Marcos
    boa tarde,
    Tenho um filho de 19 anos portador de anemia falciforme, e recentemente começou a ter dor na perna, consultado um ortopedista constatou-se a osteonecrose de cabeça do fêmur, sendo que o lado esquerdo encontra-se mais afetado que o direito, este disse que apenas com cirurgia para colocar uma prótese seria a única alternativa, mas como ele (meu filho) é muito jovem não se faz esse procedimento, gostaria de saber se há outras possibilidades de tratamento, e se o Sr. realiza.
    Também gostaria de obter mais informações sobre o tratamento com remodelação óssea, e se nesse caso é recomendado?

    Obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, existem várias alternativas cirúrgicas, porém para saber se estão indicadas precisaria examinar seu filho, sim realizo essas cirurgias.

      Excluir
  15. Bom dia DR Marcos,
    Recentimente descobrir que tenho osteonecrose bilateral do quadris. Estou tomando varios medicamento preciso esperar um tempo ou posso fazer algum tipo de cirugia logo agora no inicio?

    ResponderExcluir
  16. Mauro alguns casos de osteonecrose requerem tratamento cirúrgico, para determinar se você precisa ou não de cirurgia precisaria examiná-lo

    ResponderExcluir
  17. Boa tarde Dr. Marcos, descobri em Maio deste ano que tenho ósteonecrose na cabeça do fêmur depois de uso prolongado de corticóides. Fui ao médico e ele disse que o único tratamento é cirurgico, mas como sou nova (22 anos) não é recomendado e me passou 10 seções de fisioterapia. Gostaria de saber se você poderia me esclarecer mais sobre este assunto e qual tipo de cirurgia é recomendada. Att

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim , tenho outros artigos escrito no blog sobre osteonecrose. Dê uma navegado pelo Blog. Use o sintema de buscas acima

      Excluir
  18. Boa noite
    Em Julho deste ano foi-me diagnosticado uma necrose avascular na cabeça do femur, depois de varios meses com muitas dores e dificuldade em andar.
    Fui operada, foi-me feita um enxerto na cabeça do femur. Tive uma recuperação boa, mas ai fim de 7 semanas, depois do meu medico dizer para fazer a minha vida normal, uns dias depois as dores voltaram. Fiz um RX, onde indica que ainda existe vestigios de necrose.
    Que quer isto dizer, as dores pressistem, a perna obriga a fazer repouso. Quer dizer que atecnica que o medico utilizou não resultou?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você deve retornar ao seu médico e conversar com ele.

      Excluir
  19. boa noite! meu filho está com suspeita de doença de kholer ele tem 5 anos. quais podem ser as causas. obrigado

    ResponderExcluir
  20. leia http://www.marcosbritto.com/2010/08/osteocondrite-e-osteocondrose.html

    ResponderExcluir
  21. boa Noite Dr. meu filho tem osteonecrose na cabeça do fêmur foi sugerido cirurgia, ele tem 4 anos, porém no momento não sente dor e nem está mancando, estou muito preocupada será que é necessário realizar esta cirurgia?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não podemos indicar ou contra indicar cirurgia sem examinar o paciente

      Excluir
  22. Bom dia Dr, meu irmão de 17 anos sofreu um acidente, teve uma fratura no talus, foi realizada uma cirurgia, e no retorno o médico disse que está começando a necrosar o osso e terá que realizar nova cirurgia, estamos muito peocupados, sei que necrose do osso é a falta do fluxo sanguíneo na região. Fiz algumas pesquisas para entender melhor o caso, já que o médico que o atendeu não nos passou muitas informações a respeito. Gostaria de saber se não há um tratamento que possa evoluir para a melhora? A fratura ocorreu no dia 09 de Dez de 2012, o DR. marcou o próximo retorno para março, o caso pode esperar tanto assim? E se necessário cirurgia, qual será o procedimento? Dr. aguardo sua resposta, e desde já agradeço muitíssimo. Que Deus o abençõe!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não existe uma resposta única, a evolução da osteonecrose depende de vários fatores, incluindo o tipo de trauma, local da fratura, estruturas lesadas, etc. Converse com o seu ortopedista ele saberá orienta-la.

      Excluir
  23. Bom dia Dr...Tenho 45 anos sou portadora de osteonecrose de joelho , tbém tenho Espondilite Anquilosante, meu medico disse que não posso por prótese devido ser muito nova, mais não aguento mais tanta dor, fiquei vários meses de cadeira de rodas sem sucesso, agora estou com muleta a canadense, já fiz duas aplicações com Synvisc,,,mais sem sucesso tbém..Por favor me de uma Luz uma esperança...desde de já obrigada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caso não ocorra deformidade articular após a regeneração óssea você pode ter um boa evolução.

      Excluir
  24. Dr. Marcos, tudo bem?
    Estou me consultando com alguns médicos antes de fazer a cirurgia de descompressão da cabeça do fêmur, um especialista me disse que minha doença se encontra no estágio 2 que tem até o estágio 5, com base na sua experiência (Sei que teria que examinar) só para ter uma base o sr. acredita que a descompressão pode resolver sem ter que partir para a prótese comecei a sentir dores desde o natal e até descobrir a dor com exames, eu acreditava que era da academia e tal,a cabei obtendo resultado da ressonância magnética dia 04 de fevereiro e de lá para cá parei de dirigir, andar, enfim, aderi a moletas e então, só para ter uma noção, o seja, uma base o senhor acredita que existe bastante possiblidades de obter sucesso na descompressão sem ter que optar pela prótese logo de cara? Abraço, parabéns pelo site e desde já obrigado pela atenção. Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa é uma cirurgia que acredito, faço a foragem e enxertia, porém ela não esta indicada em todos os casos, para saber se esta indicado no seu caso precisaria examiná-lo

      Excluir
  25. tenho osteonecrose traumática da cabeça femural, mas o unico acidente que sofri foi queda de um caminhão em movimento, ocasionando traumatismo craneano há mais de vinte anos, existe a possibilidade de ter tido um trauma na area e somente agora disparou um gatilho para esta osteonecrose?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para reaponder a sua pergunta precisaria examiná-lo e ver suas imagens

      Excluir
  26. Qual a atividade física indicada para quem fez a cirurgia de descompressão da cabeça do fêmur?

    ResponderExcluir
  27. Não realize atividades físicas sem a liberação do seu cirurgião ortopedista, não siga dicas da internet.

    ResponderExcluir
  28. Boa noite, Dr. Marcos

    Tenho 21 anos e aos 11 sofri uma epifisiólise da cabeça femural direita, o que ocasionou uma necrose completa da cabeça femural. Gostaria de saber quais são as alternativas. Se há uma prótese que possa resolver o meu problema ou outro tipo de procedimento. Tenho muita esperança com o tratamento de células-tronco, mas (não sei se por falta de informação de minha parte) ainda não vi nada do tipo.

    Desde já agradeço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De modo genérico as alternativas são: osteotomias, artrodese e artroplastia, para saber se há alternativa cirúrgica no seu caso você deve consultar um ortopedista.

      Excluir
  29. ola!
    sofri um acidente de carro ha um ano onde tive uma luxaçao de quadril estava sentindo muitas dores ai foi feito uma ressonancia e deu que estava com deficit de cobertura acetabular e perda da esfericidade da cabeça femural o ortopedista disse para mim tomar artrolive e esperar pois tenho 21 anos mas como aqui na minha cidade nao tem um especialista nessa area gostaria de um parecer do senhor qual tratamento seria o melhor para mim.pois estou muito preocupada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Após a luxação de quadril o acompanhamento periódico com o ortopedista é fundamental, se necessário vá a cidade mais próxima.

      Excluir
  30. Dr. Qual seria o estágio da necrose que seria indicado uma cirurgia? Na ressonância que fiz mostrou que 60% da cabeca do fêmur direito esta comprometida, e 30% do esquerdo. Tenho lúpus e uso corticóide há mais de 16 anos, senti muitas dores a qual durou um mês, mas agora náo DOI tanto, isso é normal?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para poder ajudá-la precisaria examiná-la, alguns casos se beneficiam de tratamento cirúrgico.

      Excluir
  31. bom dia Doutor. meu filho tem 6 anos e foi diagnosticado com osteonecrose na cabeça do femur direito estava no começo e foi mobilizado as duas pernas com uma aste entre as duas deixando as pernas abertas em um angulo de 45 graus, ficou por 48 dias assim , retirou o gesso e não foi passado fisioterapia ainda, o médico vai acompanhar durante algum tempo, mais ja tem 5 dias e ele ainda esta com mta dificuldade para andar, não sei oq posso fazer para ajudar, tenho medo de fazer algum exercicio e piore, é normal? qnro tempo em media ele volta a andar sozinho sem apoios? o tratamento é esse msm?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Procure informações sobre a doença de Legg Calve Perthes

      Excluir
  32. .O QUE DETERMINA SE UMA PESSOA COM NECROSE PODE OU NAO PRATICAR ALGUMA ATIVIDADE FISICA ,
    .HIDROGINASTICA , CAMINHADA NA AGUA, PODERIA PIORAR A NECROSE

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O problema da atividade física não é o aumento da necrose . A atividade física e a carga podem levar ao surgimento de pressão sobre o osso necrotico e deformar a superfície articular, levando secundariamente a perda dessa articulação.

      Excluir
  33. Boa tarde Dr. Marcos. Descobri que tinha necrose avascular da cabeça do fêmur, há 10 meses atrás, meu médico sugeriu-me , por estar no princípio, uma descompressão com enxerto com osso da crista ilíaca. Após alguns meses de muleta percebi que as dores passaram...mas hoje encontro-me num dilema: se caminho muito ou fico muito tempo em pé as dores voltam (embora não como antigamente) e depois de uns dois dias de repouso cessam. Afinal será que estou curado? FAz parte doer quando se força demais?obrigado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você deveria retornar ao médico e fazer um exame de controle

      Excluir
  34. Dr. Marcos, Boa Tarde! Antecipadamente sei que, para uma resposta mais precisa para a pergunta que lhe farei, há a necessidade de um exame clínico e radiográfico, porém, gostaria de saber se ao menos EXISTE A POSSIBILIDADE de tratamento não cirurgico para uma quadro diagnosticado de Osteonecrose da Cabeça do Fêmur, atualmente no estágio IV segundo a classificação de FICAT. Quando me refiro à possibilidade de tratamento alternativo, estou citando como exemplos a enxertia óssea, a utilização de células indiferenciadas, o tratamento por ondas de choque ou qualquer outro aventado na atualidade da ciência ortopédica para esta doença.

    ResponderExcluir
  35. Bom dia DR. Meu Nome é Jean tive Leucemia ao 16 anos agora estou com uma osteonecrose pode ser causada pela leucemia e eu preciso fazer uma biópsia para saber se não é algo mais grave pois ela esta espalhada em vários lugares desde o tornozelo joelho tíbia coxa e fêmur ( Emal jeanboeira23@gmail.com )

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você teve uma patologia grave, siga todas as orientações médicas

      Excluir
  36. Boa noite Dr.Sou portadora de lupús e o uso de corticoides causou osteonecrose estou superlimitada e com muitas dores,quero fazer ATQ porem tenho muito medo por conta do lupús e já tive 2 tve e 1ep tenho muito medo de rejeição,infecção,embolia,e atividades do lupús.A hidroterapia poderia me ajudar até que a doença de base esteja controlada para cirurgia?Tenho outra alternativa que não seja ATQ.obrigada são muitas duvidas estou desesperada.grata.

    ResponderExcluir
  37. A associação entre corticoide e osteonecrose realmente é muito grande, para saber se existem alternativas para o seu caso especificamente precisaria examiná-la.

    ResponderExcluir
  38. Boa tarde Dr. Marcos!

    Tem alguma restrição de engravidar, quando se corre o risco de ter necrose em função de uma fratura na cabeça do fêmur?
    E tem algo que eu possa fazer para tentar previnir a possível necrose?

    Muito obrigada!

    ResponderExcluir
  39. O risco de necrose após fratura do colo do fêmur está relacionado ao dano nos vasos sanguineos que irrigam a cabeça do femur, a principio não vejo correlação com a gravidez. Se a necrose não ocorrer em 2 anos a principio a chance de necrose se aproxima de zero.

    ResponderExcluir
  40. Olá doutor, tenho 32 anos estou com osteonecrose no joelho esquerdo, descobri setembro do ano passado já fui em vários com a ressonância nas mãos cada diz uma coisa e passa um tratamento diferente já falaram ate em cirurgia, faz os que eles pedem e com uma a duas semanas as dores voltam e mais forte que esse ultimo medico agora demorou um pouco mais porém as dores já voltaram e bem mais forte estou com medo já nem consigo mais andar direito. tem cura vou conseguir voltar a ter uma vida normal? gostaria de ser mais esclarecida sobre meu problema.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seu caso parece que precisa de uma avaliação detalhada, as informações gerais sobre osteonecrose estão acima

      Excluir
  41. Aonde eu posso encontrar o senhor Dr.Marcos Britto,gostaria de ir no seu consultorio

    ResponderExcluir
  42. Dr, recebi o laudo da RM com o seguinte: sinais de necrose da cabeça femoral, correspondendo ao estágio III de FICAT . Extenso edema na medular ossea s estendendo por toda a cabeça e regiao do colo femoral.

    Nao estou sentindo dor e tomando bi profenid, posso praticar atividade física?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não, você deve retornar ao seu ortopedista e inciar o tratamento para a osteonecrose.

      Excluir

ANTES DE POSTAR SEU COMENTÁRIO Leia SOBRE O BLOG Somente os seguidores do Blog poderão postar comentários. Se seu perfil no google não registrar seu email, escreva o email no corpo do comentário. Se você já migrou para o Google Plus você deve estar seguindo a página do blog no google+
Não realizamos consultas pela internet!

Últimas Artigos Revisados ou Publicados

Vídeos com Aulas e entrevistas com Dr. Marcos Britto da Silva

Loading...

Video Artroscopia de Joelho - Meniscectomia

Video Luxação Acromio Clavicular no Ombro

Video de Reconstrução do LCA

Arquivo do blog