Ligamento Antero Lateral do Joelho - ALL

Esse artigo descreve O Ligamento Antero Lateral do Joelho de acordo com  o trabalho de dos Doutores:
Steven A. Claes, MD, Pellenberg, Belgium
Stijn Bartholomeeusen, MD, Malle, Belgium
Evie E. Vereecke, PhD, Kortrijk, Belgium
Jan M. Victor, MD, GENT, Belgium
Peter Verdonk, MD, PhD, Ghent, Belgium
Johan Bellemans, MD, Langdorp, Belgium
Dissecção do Ligamento Antero Lateral do Joelho
Legenda ALL Anterior Lateral Ligament, LCL Ligamento Colateral lateral

Esses autores descreveram a existência de um novo ligamento no joelho, a lesão desse ligamento pode explicar a presença de instabilidade no joelho após reconstruções ligamentares.


Por que o Pivot Shift pode estar presente após uma reconstrução do Ligamento cruzado anterior - LCA?
Alguns ortopedistas ressaltam que isso pode estar relacionado a dupla banda do LCA, porém os autores desse trabalho que descreve a existência desse novo ligamento acreditam na verdade que o pivot shift permanece devido a lesão do Ligamento Antero Lateral do Joelho. (Antero Lateral Ligament - ALL).
O Pivot Shift poderia permanecer após a reconstrução do LCA nos casos onde o ligamento Antero lateral do Joelho estivesse rompido.

Qual o mecanisno de Trauma e Lesão do Ligamento Antero lateral do Joelho?
Segundo os autores atualmente é desconhecido que tipo de força (em magnitude e direção) é necessária para produzir lesão no ligamento antero lateral do joelho ALL. A partir dos dados biomecânicos, foi sugerido um tensão rotatória anterior e interna translacional no joelho como sendo o mais "propenso" a causar as lesões. Nesta visão, o existência de um padrão clássico de edema ósseo no platô tíbial e no condilo fêmural após a lesão do LCA devem levantar a suspeita de uma lesão do ALL.

O que é o pivot shift?
O exame de pivot shift é uma manobra realizada para avaliar a rotação da tíbia sobre o femur que ocorre nas rupturas do ligamento cruzado anterior.

O ligamento Antero lateral do Joelho pode cicatrizar sem cirurgia?
Segundo os autores ainda não foi possível determinar a capacidade de cicatrização do ALL com o tratamento não operatório. Segundo os autores é necessária uma maior investigação para estabelecer o grupo de pacientes que podem se beneficiar de uma reconstrução do ALL adicional, após uma reconstrução LCA.

Existe alguma técnica para reconstruir esse ligamento quando ele estiver rompido?
Varias técnicas extra-articulares de reconstrução foram descritas no passado, com resultados variados, por exemplo, McIntosh 1, 2 e 3, Losee, Andrews, Ellison, etc. A técnica descrita por esses autores é uma modificação das técnicas mais antigas, embora o princípio geral seja o mesmo. A grande diferença é que agora estejamos reconstruindo uma estrutura anatômica específica afirmam os autores.

Qual o resultado da reconstrução do ALL?
Os resultados de estudos anteriores que combinam reparos intra e extra-articulares são variados. Um dos pré-requisitos de um estudo comparativo deve ser que os dois grupos estudados sejam semelhantes entre si. A presença da ruptura do ligamento Antero Lateral do joelho pode ser uma explicação para os resultados conflitantes testemunhados até o momento .

Marcos Britto da Silva
Ortopedia, Traumatologia e Medicina do Esporte
Botafogo, Rio de Janeiro, RJ
Publicado em 15/11/2013.

Comentários

Mais Lidos

Compressão do Nervo Ulnar no Cotovelo e Punho

Consolidação das Fraturas

Vitamina D Pura DePURA

Lesão Meniscal no Joelho

Cirurgia para tratamento da Fratura de Tornozelo

Frio ou Calor

Fratura de tíbia - Diafisaria

Cisto de Baker no Joelho

Entorse do Tornozelo

Bula do Addera D3

Minha foto
MARCOS BRITTO DA SILVA
Brazil
- Médico Ortopedista Especialista em Traumatologia e Medicina Esportiva - Chefe do Serviço de Ortopedia e Traumatologia do Hospital Pró-Cardíaco, - Professor Convidado da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio de Janeiro, - Membro Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte | SBMEE, Médico do HUCFF-UFRJ, - International Affiliate Member of the AAOS - American Academy of Orthopaedic Surgeons - Membro da Câmara Técnica de Ortopedia e Traumatologia do CREMERJ, - Especialista em Cirurgia do Membro Superior pela Clinique Juvenet - Paris, - Professor da pós Graduação em Medicina do Instituto Carlos Chagas, - Professor Coordenador da Liga de Ortopedia e Medicina Esportiva dos alunos de Medicina da UFRJ, - Membro Titular da SBOT - ( Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia), - Membro Titular da SBTO - ( Sociedade Brasileira de Trauma Ortopédico), - Mestre em Medicina pela Faculdade de Medicina da UFRJ - Internacional Member AO ALUMNI Association, - Internacional Member: The Fédération Internationale de Médecine du Sport,(FIMS)/International Federation of Sports Medicine (http://www.fims.org),