Artrose do Quadril ou Coxartrose

Artroplastia total do quadril é um procedimento ortopédico comum. Como o envelhecimento da população, espera-se que se torne ainda mais comum. A cirurgia de substituição da articulação do envolve a remoção da cabeça do fémur e a substituir do mecanismo de bola-e-soquete do quadril por implantes artificiais. Isto alivia a dor e melhora a mobilidade. A Prótese de quadril também é usada em algumas situações após a fratura do quadril. As cirurgias de prótese de quadril são realizados pelo ortopedista especialista em quadril


A Substituição do quadril minimamente invasiva permite ao cirurgião realizar a substituição de quadril por meio de uma ou duas pequenas incisões. Os pacientes geralmente têm menos dor, em comparação com a cirurgia tradicional e a reabilitação é mais rápida.

Artrose e Prótese de quadril
A Osteoartrite do quadril é a razão mais comum para uma substituição dessa articulação. A osteoartrite é causado pelo desgaste ou pelo envelhecimento. Isso faz com que a cartilagem que cobre as superfícies articulares de desgaste, resultando em dor, rigidez, dor ao andar pequenas distãncias, dor para sentar e levantar, etc.

Outras condições que podem causar a destruição da articulação do quadril incluem a perda do suprimento de sangue para a cabeça do fémur (osteonecrose avascular da cabeça do fémur), artrite reumatóide, lesões, infecções e anomalias do desenvolvimento do quadril. Pacientes com artrite também podem ter ossos frágeis (osteoporose), porém não há relação direta entre a densidade óssea e o desenvolvimento de artrite do quadril.

Sintomas da Artrose do Quadril
A artrose do quadril geralmente provoca dor intensa. A dor pode ser constante ou pode ir e vir. A dor pode ser sentida na virilha, coxa e nádega, ou pode haver dor referida para o joelho. Andar a pé, especialmente para longas distâncias, pode causar dor ou fazer o paciente mancar.
Alguns pacientes podem necessitar de uma bengala, muleta ou andador para ajudá-los a se locomover. A dor geralmente começa lentamente e piora com o tempo a níveis menos elevados de atividade.
Pacientes com artrose do quadril podem ter dificuldade em subir escadas. Vestir-se, amarrar sapatos, e cortar as unhas dos pés pode ser difícil ou impossível. A dor também pode interferir com o sono.
o exame de Raios-X pode mostrar a perda do espaço da cartilagem na articulação do quadril e uma aparência de "osso com osso" . Osteófitos e cistos ósseos são comuns nas radiografias simples.
Às vezes, o ortopedista pode recomendar testes adicionais para confirmar o diagnóstico, incluindo ressonância magnética (RM) ou tomografia computadorizada (TC).

Tratamento da Artrose do Quadril
O tratamento não cirúrgico
Para a artrose do quadril, o primeiro tratamento que um ortopedista pode recomendar é um analgésico e medicações anti-inflamatórias. Alguns suplementos nutricionais, incluindo a glicosamina, podem fornecer algum alívio ( cerca de 30% dos casos) por um curto espaço de tempo. A fisioterapia pode ajudar a melhorar a força e reduzir a rigidez antes da progressão da doença.

Para pacientes com artrose mais avançados, o uso de uma bengala no lado oposto do quadril afetado pode ajudar a transferência de peso e melhorar a capacidade de andar. Um andador também pode ser usado. A artrose no entanto, é progressiva. Mesmo com o tratamento, ele vai piorar com o tempo. Perda de peso pode ajudar a diminuir tensões em todas as articulações e adiar a necessidade de colocar uma prótese de quadril

Tratamento Cirúrgico
A Dor e a mobilidade podem piorar com artrose do quadril, mesmo quando todos os tratamentos não-cirúrgicos recomendados foram tentadas. Se isso acontecer, o ortopedista pode recomendar a cirurgia. As opções cirúrgicas incluem:
* Artroscopia. Artroscopia do quadril é um procedimento minimamente invasivo, que é relativamente incomum. O médico pode recomendar esse procedimento quando a articulação do quadril mostra evidências de cartilagem lesada ou fragmentos soltos de osso ou cartilagem.
* A osteotomia. Candidatos para osteotomia incluem pacientes mais jovens com artrite precoce, particularmente aqueles com um encaixe do quadril anormalmente rasas (displasia). O procedimento envolve corte e realinhamento dos ossos da articulação do quadril e / ou fêmur para diminuir a pressão dentro da articulação. Em algumas pessoas, isso pode atrasar a necessidade de cirurgia de substituição por 10 a 20 anos.

Tipos de Prótese para substituição do Quadril
Próteses de substituição tradicionais do quadril

A Cirurgia de substituição da anca tradicional envolve fazer uma incisão de 10  a 12 polegadas no lado do quadril. Os músculos são divididos ou separados a partir do quadril, permitindo que o quadril seja deslocado.

Uma vez que o conjunto foi aberto e as superfícies articulares expostas, o cirurgião remove a cabeça do fémur. O acetábulo é preparada através da remoção d0 restante da cartilagem e alguns ossos circundantes. Um implante em forma de taça é então prensado dentro do osso da articulação do quadril. Pode ser fixada com parafusos
Em seguida, o fémur será preparado. Uma haste de metal é colocado no fêmur a uma profundidade de cerca de 6 centímetros. O implante-tronco é fixado com cimento ósseo ou é implantado sem cimento. Implantes cimentadas têm uma superfície áspera, porosa. Isso permite que ao osso aderir ao implante para segurá-la no lugar. A bola metálica é então colocada na parte superior do tronco da haste femoral.
.
Protese de substituição Quadril Minimamente Invasiva

A Cirurgia de substituição do quadril minimamente invasiva permite ao cirurgião realizar a substituição de quadril por meio de uma ou duas pequenas incisões.
Os Candidatos para o procedimento de incisão mínima são tipicamente mais magros, mais jovens, mais saudáveis e mais motivados a ter uma recuperação rápida em comparação com pacientes que se submetem a cirurgia tradicional.
Antes de decidir fazer uma substituição do quadril minimamente invasiva, você deve ter uma avaliação completa do seu cirurgião. Discutir com ele os riscos e benefícios. Tanto o método  Tradicional ou quando os minimamente invasivos de substituição do quadril são tecnicamente exigentes. Eles exigem que o cirurgião e equipe operacional tenham uma experiência considerável.

Técnica Cirúrgica
Os implantes artificiais utilizados para os procedimentos de substituição do quadril minimamente invasiva são os mesmos que os utilizados para a substituição tradicional. Instrumentos especialmente concebidos são necessários para preparar o acetábulo e o fêmur e colocar os implantes corretamente.
O procedimento cirúrgico é semelhante, mas há menos dissecção dos tecidos moles. Uma incisão única ao quadril minimamente invasiva pode medir apenas 15 cm . Depende do tamanho do paciente e da dificuldade do procedimento.
A incisão é realizada na parte externa do quadril. Os músculos e tendões são divididos  mas em menor grau do que na operação tradicional de protese de quadril. Eles são rotineiramente reparados após o cirurgião para colocação do implante. Isso incentiva a cura e ajuda a prevenir luxação do quadril.

Benefícios da técnica minimamente Invasiva
Benefícios relatados na protese de quadril com técnica minimamente invasiva:
* Menos dor
* Incisões cosméticas
* Menos danos no músculo
*Tempo de Reabilitação é mais rápido
* A permanência no Hospital é mais curta

Para prótese de Quadril da tradicional, a internação hospitalar média é de 4 a 5 dias. Muitos pacientes precisam de reabilitação extensa depois. Com procedimentos menos invasivos, a internação pode ser tão curto quanto 2 dias.

Ortopedista e Medicina do Esporte
Botafogo, Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Atualizado em 15/07/2014

Leia mais sobre artrose

Comentários

Mais Lidos

Compressão do Nervo Ulnar no Cotovelo e Punho

Consolidação das Fraturas

Vitamina D Pura DePURA

Lesão Meniscal no Joelho

Cirurgia para tratamento da Fratura de Tornozelo

Frio ou Calor

Postagens mais visitadas deste blog

Quanto Custa Uma Cirurgia?

Compressão do Nervo Ulnar no Cotovelo e Punho

Entorse do Tornozelo

Fratura do Antebraço

Fratura de tíbia - Diafisaria

Consolidação das Fraturas

Minha foto
MARCOS BRITTO DA SILVA
Brazil
- Médico Ortopedista Especialista em Traumatologia e Medicina Esportiva - Chefe do Serviço de Ortopedia e Traumatologia do Hospital Pró-Cardíaco, - Professor Convidado da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio de Janeiro, - Membro Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte | SBMEE, Médico do HUCFF-UFRJ, - International Affiliate Member of the AAOS - American Academy of Orthopaedic Surgeons - Membro da Câmara Técnica de Ortopedia e Traumatologia do CREMERJ, - Especialista em Cirurgia do Membro Superior pela Clinique Juvenet - Paris, - Professor da pós Graduação em Medicina do Instituto Carlos Chagas, - Professor Coordenador da Liga de Ortopedia e Medicina Esportiva dos alunos de Medicina da UFRJ, - Membro Titular da SBOT - ( Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia), - Membro Titular da SBTO - ( Sociedade Brasileira de Trauma Ortopédico), - Mestre em Medicina pela Faculdade de Medicina da UFRJ - Internacional Member AO ALUMNI Association, - Internacional Member: The Fédération Internationale de Médecine du Sport,(FIMS)/International Federation of Sports Medicine (http://www.fims.org),