Dr. Marcos Britto da Silva - Ortopedia, Traumatologia e Medicina Esportiva: Morte Súbita no Esporte

Morte Súbita no Esporte

ASPECTOS EPIDEMIOLÓGICOS:

O sedentarismo é condição indesejável e representa risco para a saúde. Há relação direta  entre o estilo de vida ativo, a possibilidade de morte e uma melhor qualidade de vida Os indivíduos fisicamente aptos e treinados tendem a apresentar menor incidência da maioria das doenças crônico-degenerativas.  Portanto tem uma maior espectativa de vida, explicável por uma série de benefícios fisiológicos e psicológicos, decorrentes da prática regular da atividade física

AVALIAÇÃO PRÉ-PARTICIPAÇÃO:

Conforme as características da população a ser avaliada, os objetivos da atividade física e a disponibilidade de infraestrutura e de pessoal qualificado, a complexidade da avaliação pode variar desde a simples aplicação de questionários até exames médicos e funcionais sofisticados; Indivíduos sintomáticos e/ou com importantes fatores de risco para doenças cardiovasculares, metabólicas, pulmonares e do sistema locomotor, que poderiam ser agravadas pela atividade física, exigem avaliação médica especializada, para definição objetiva de eventuais restrições e a prescrição correta de exercícios.

PRESCRIÇÃO:

Um programa regular de exercícios físicos deve possuir pelo menos três componentes: aeróbio, sobrecarga muscular e flexibilidade, variando a ênfase em cada um de acordo com a condição clínica e os objetivos de cada indivíduo A prescrição adequada de atividade física deve contemplar as variáveis tipo: duração, intensidade e freqüência semanal; A parte aeróbia do exercício deve ser feita, se possível, todos os dias, com duração mínima de 30 a 40 minutos. Uma forma prática e muito comum de controle da intensidade do exercício aeróbio é a medida da freqüência cardíaca;

Atividade Física e Saúde

Exercícios de sobrecarga muscular e flexibilidade são mais importantes a partir dos 40 anos de idade. Devem ser realizados pelo menos duas a três vezes por semana, contemplando os principais grupos musculares e articulações; O treinamento da flexibilidade deve envolver os principais movimentos corporais, realizados lentamente, até causar ligeiro desconforto, para então, ser mantidos por cerca de dez a 20 segundos, devendo ser praticados antes e depois da parte aeróbia.

Esse artigo não é de autoria do Dr. Marcos Britto da Silva e foi baseado na diretriz sobre morte súbita realizado pela Sociedade Brasileira de Medicina do Esporte e a AMB – Associação Médica Brasileira. leia mais em http://www.medicinadoesporte.org.br/

Rio de Janeiro, RJ, Brasil
atualizado em 08/08/2013

Postagens mais lidas na última semana