Dr. Marcos Britto da Silva - Ortopedia, Traumatologia e Medicina Esportiva: Tratamento Individualizado para Osteoporose

Tratamento Individualizado para Osteoporose

Uso dos Marcadores Ósseos como auxiliar no tratamento da Osteoporose
A osteoporose não é a mesma em todas os pacientes, existem diferenças entre homens e mulheres e também em relação ao modo como ocorre a osteoporose.

A osteoporose é o enfraquecimento ósseo que ocorre por uma alteração no metabolismo do osso e que leva a uma mudança na micro estrutura do osso e o trona mais fraco.

O osso é uma estrutura vida, esta continuamento formando osso e reabsorvendo osso. Portando a osteoporose pode ocorrer tanto por um aumento do mecanismo de reabsorção óssea como por uma diminuição da formação de osso novo.

Como avaliar o tipo de osteoporose?
Através do exame de densitometria e em alguns casos pedimos também os marcadores ósseos. São três exames que avaliam a formação óssea: dosagem da fosfatase alcalina óssea, osteocalcina e o P1NP ( pró-peptídeo aminoterminal do pró-colágeno tipo I ) e o CTx avalia a reabsorção óssea.

Analisando esses marcadores podemos determinar se o problema está na formação ou na absorção óssea. O CTx também é um excelente marcador da reabsorção óssea e serve para acompanharmos o resultado do tratamento com os anti absortivos ( alendronato, residronato, pamidronato, etc) podemos usá-lo também para avaliar um paciente antes dos procedimentos dentários de implante visto que pacientes em tratamento para osteoporose com anti absortivos podem apresentar maior risco para osteonecrose de mandíbula.

Qual o objetivo do tratamento da Osteoporose?
O principal objetivo do tratamento da osteoporose é a prevenção de fraturas. Embora os resultados da densitometria óssea apresentem boa correlação com o risco de fraturas, esse método demora a registrar mudanças na densidade mineral óssea (DMO) e pode não flagrar a má aderência dos pacientes à terapêutica. Sem contar que a ausência de aumento na DMO nem sempre significa falta de resposta à medicação. Para superar esse problema podemos lançar mão dos marcadores ósseos que podem guiar o tratamento.

Dr. Marcos Britto da Silva
Ortopedista, Traumatologia e Medicina do Esporte
Botafogo, Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Atualizado em 24/08/2013

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ANTES DE POSTAR SEU COMENTÁRIO Leia SOBRE O BLOG

http://www.marcosbritto.com/p/blog-page.html

Somente os seguidores do Blog poderão postar comentários.
Não realizamos consultas pela internet!

Postagens mais lidas na última semana