Dr. Marcos Britto da Silva - Ortopedia, Traumatologia e Medicina Esportiva: Sindrome do Piriforme

Sindrome do Piriforme

A Síndrome do piriforme é uma dor ciática causada pela compressão do nervo ciático pelo músculo piriforme, tem sido descrita há mais de 70 anos, no entanto, continua a ser controversa.
O que é a síndrome do Piriforme?
A síndrome do piriforme é a compressão do nervo ciático na emergência do nervo na nádega. A compressão do nervo ciático ocorre pelo fato do nervo ficar comprimido dinamicamente pelo músculo piriforme que pinça o nervo durante a contração muscular para rotação externa e extensão do quadril..

Quais os sintomas da Síndrome do Piriforme?
As características mais comuns encontradas são: dor na nádega, dolorimento sobre a incisura isquiática maior, agravamento da dor ao sentar e levantar,  aumento da dor com manobras que aumentam a tensão do músculo piriforme e ciatalgia.

Como diferenciar a origem da dor ciática?
Diferenciar a origem da dor ciática pode ser um desafio, alguns pacientes apresentam protusões discais ou estenose de canal lombar porém a origem da dor na verdade é devido a uma síndrome do piriforme.

Existe relação entre a síndrome do piriforme e malhar em academia?
Sim, principalmente nos homens e mulheres que realizam muitos exercícios para os glúteos, entre eles podemos destacar o chamado quatro apoios, glúteo cabo e exercícios de chute para trás ( em algumas situações em associação com o glúteo cabo), principalmente chutar e ao mesmo tempo rodar a perna para fora.

O trauma pode estar relaciona a síndrome do piriforme?
Sim, o trauma na região glútea pode provocar hematomas ou fibrose na região do piriforme e ser a causa da compressão do nervo ciático.

Quais os principais exame clínicos para diagnosticar a síndrome do piriforme?
  • Freiberg Rotação interna passiva com o MI em extensão reproduz a dor
  • Pace Paciente sentado , abdução contra resistência reproduz a dor
  • Rotação externa Ativa pode reproduzir a dor
  • FAIR Flexão Abdução e Rotação interna ( Internal Rotation ) reproduz a dor
  • Beatty paciente deitado de lado sobre a lado são, abduz ativamente o lado afetado e reproduz a dor. 
  • Manobra de Marcos Britto*
*Eu uso um exame que desenvolvi e é útil nos casos de dúvida, coloco o paciente deitado sobre o lado não afetado e realizo rotação interna com o quadril em várias posições de flexão. Isso aumenta a tensão do piriforme e reproduz a dor na nádega e em alguns casos a ciatalgia. O exame aumenta a sensibilidade pressionando suavemente a região posterior da nádega na região da emergência do nervo ciático entre a Piriforme e o gêmeo superior.

Qual a melhor maneira de prevenir e tratar a síndrome do piriforme?
Individualmente o alongamento dos rotadores internos do quadril provavelmente é a melhor maneira de prevenir a síndrome do piriforme. A compressão da nervo ciática na síndrome do piriforme é dinâmica, portanto, ao alongar o músculo que "pinça"o nervo diminuímos a tensão sobre o nervo e seguindo esse mesmo princípio podemos tratar a compressão do nervo após a síndrome instalada.

Marcos Britto da Silva
Ortopedia, Traumatologia e Medicina do Esporte
Botafogo, Rio de Janeiro, RJ
Publicado em 08/11/2013.

6 comentários:

  1. meu e-mail: djnight@hotmail.com.br tem varias informacoes muito importantes aqui. eu gostaria de tirar uma duvida o senhor dr poderia me explica uma coisa?eu fiz dois exames de ultrasom dos ombros e deu que eu tinha Bursite e Tendinopatia,depois eu fiz um exame de ressonancia e deu tendinopatia e bursite e um cisto.depois de um ano eu fiz novamente uma ultrasom e deu apenas Bursite e um mes depois fiz uma ressonancia e deu que eu tinha Hipertrofia capsulo-ligamentar e tendinopatia leve/moderada eu nao entendir o esse resultado pois o que eu sei que bursite nao tem cura né ?o senhor poderia me explicar?

    ResponderExcluir
  2. Multiplos exames não resolvem o diagnóstico, quem deve dizer o que você tem é o ortopedista e não o laudo dos exames, o laudo do exame é a interpretação de um radiologista sobre uma imagem, um resultado de exame que não esteja associado a clínica do paciente não é muito valorizado.

    ResponderExcluir
  3. Estou desde janeiro com essa dor, ja fiz fisioterapia, massagem, e infiltração nada cessa a dor, oque posso fazer e quem procurar?

    ResponderExcluir
  4. Boa tarde Dr. Marcos, meu e-mail é bassin@live.com e gostaria de um telefone de contato para marcar consulta. Obrigada

    ResponderExcluir
  5. Boa noite. Gostaria de agendar uma consulta para a minha esposa,aparentemente ela está com a síndrome piriforme.Meu email. :
    abk1-@hotmail.com. Favor informar tel e endereço. Abraço

    ResponderExcluir

ANTES DE POSTAR SEU COMENTÁRIO Leia SOBRE O BLOG

http://www.marcosbritto.com/p/blog-page.html

Somente os seguidores do Blog poderão postar comentários.
Não realizamos consultas pela internet!

Postagens mais lidas na última semana