Dirigir com o Braço Imobilizado é Seguro?


Para responder essa pergunta foi realizado um estudo apresentado no encontro da AAOS 2012 em San Francisco.

MÉTODOS: um simulador de condução computadorizado foi usado para desenvolver um circuito simulado para testar com uma variedade de condições de condução. O circuito de condução normal simulava vias rurais com várias situações de risco que exigiam manobras evasivas e curvas com ângulos variados. 

Vinte voluntários saudáveis ​​foram testadas em duas provas em um único circuito simulado. Ensaio 1 consistiu de condução sob condições naturais e serviu como grupo de controle. Ensaio 2 consistia de imobilizar o membro superior dominante com uma tipóia. Os participantes foram distribuídos aleatoriamente no que diz respeito à ordem temporal de cada ensaio e cada curso foi customizado para o tempo de reação do condutor para limitar a variabilidade entre as medidas de saída do curso. 


Conclusão do Trabalho
Pacientes imobilização com tipóia do braço dominantes apresentam uma diminuição no desempenho da condução e na segurança em relação ao número de colisões em um circuito de condução simulada . 
A diminuição do desempenho na condução  é susceptível de ser relacionado com o efeito que o braço imobilizado tem sobre a execução de manobras evasivas durante condições de condução perigosas.
Resposta a pergunta inicial: Dirigir automóveis com imobilização do membro superior dominante pode colocar em risco a segurança.


Dr. Marcos Britto da Silva
Ortopedia, Traumatologia e Medicina do Esporte 
Rio de Janeiro, RJ, Brasil 
Atualizado em 02/03/2012

Comentários

Mais Lidos

Compressão do Nervo Ulnar no Cotovelo e Punho

Consolidação das Fraturas

Vitamina D Pura DePURA

Lesão Meniscal no Joelho

Cirurgia para tratamento da Fratura de Tornozelo

Frio ou Calor

Fratura de tíbia - Diafisaria

Cisto de Baker no Joelho

Entorse do Tornozelo

Bula do Addera D3

Minha foto
MARCOS BRITTO DA SILVA
Brazil
- Médico Ortopedista Especialista em Traumatologia e Medicina Esportiva - Chefe do Serviço de Ortopedia e Traumatologia do Hospital Pró-Cardíaco, - Professor Convidado da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio de Janeiro, - Membro Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte | SBMEE, Médico do HUCFF-UFRJ, - International Affiliate Member of the AAOS - American Academy of Orthopaedic Surgeons - Membro da Câmara Técnica de Ortopedia e Traumatologia do CREMERJ, - Especialista em Cirurgia do Membro Superior pela Clinique Juvenet - Paris, - Professor da pós Graduação em Medicina do Instituto Carlos Chagas, - Professor Coordenador da Liga de Ortopedia e Medicina Esportiva dos alunos de Medicina da UFRJ, - Membro Titular da SBOT - ( Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia), - Membro Titular da SBTO - ( Sociedade Brasileira de Trauma Ortopédico), - Mestre em Medicina pela Faculdade de Medicina da UFRJ - Internacional Member AO ALUMNI Association, - Internacional Member: The Fédération Internationale de Médecine du Sport,(FIMS)/International Federation of Sports Medicine (http://www.fims.org),