Fratura por Estresse do Sacro

A dor nas costas pode ser uma fratura de estresse no sacro ?

Sim, principalmente em mulheres atletas.

Qual a incidência de fratura por estresse no sacro ?

As fraturas de estresse no sacro são raras porém a incidência aumenta em atletas e mulheres com osteopenia que estão praticando exercícios físicos.
Representa de 1% a 20% das lesões no trauma esportivo e frequentemente estão relacionada à fraqueza ou fadiga da musculatura glútea.

A fratura de estresse no sacro é mais comum em mulheres?

Sim, acomete mais mulheres jovens com alta intensidade de treinos.

Existem fatores predisponentes da fratura de estresse no sacro ?

Sim, com algum frequente encontramos deficiência nutricional e irregularidade no ciclo menstrual. (leia mais sobre síndrome da mulher atleta)  Apesar de menos frequente também foi também descrita em soldados do sexo masculino.

Como é o exame físico do paciente com fratura por estresse no sacro ?

No exame físico encontramos dor à palpação do sacro que piora com os testes provocativos para a articulação sacroilíaca. 

Como realizar o diagnóstico da fratura de estresse no sacro ? 

A RM representa o melhor método de exame complementar para o diagnóstico e a fratura já é visível com 72 horas de evolução.

Como é o tratamento da fratura de estresse no sacro ? 

O tratamento demanda o uso de um par de muletas e/ou repouso com auxílio de cadeira de rodas para proteção de carga no lado acometido até alívio da dor. Que irá depender da fase em que se encontra a fratura. Lesões mais simples podem se curar em 4 semana porém lesões mais graves podem requerer 4 meses de tratamento.

Tratamento fisioterápico da fratura de estresse no sacro.

Após a fase analgésica, iniciamos um  protocolo de reabilitação visando à estabilização da cintura pélvica e da região lombar. 

Quando ocorre o retorno ao esporte do paciente com fratura por estresse no sacro ?

O retorno ao esporte inicialmente inclui atividades de baixo impacto. A prática competitiva é liberada normalmente após 12/16 semanas.

Suplementação de cálcio e vitamina D nas fraturas de sacro. 

Nas mulheres com osteopenia pode ser necessário a suplementação e reposição de cálcio e vitamina D

Ortopedista, Traumatologista e Médico do Esporte
Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Atualizado em 19/08/2019

Comentários

Mais Lidos

Compressão do Nervo Ulnar no Cotovelo e Punho

Consolidação das Fraturas

Vitamina D Pura DePURA

Lesão Meniscal no Joelho

Cirurgia para tratamento da Fratura de Tornozelo

Frio ou Calor

Fratura de tíbia - Diafisaria

Cisto de Baker no Joelho

Entorse do Tornozelo

Bula do Addera D3

Minha foto
MARCOS BRITTO DA SILVA
Brazil
- Médico Ortopedista Especialista em Traumatologia e Medicina Esportiva - Chefe do Serviço de Ortopedia e Traumatologia do Hospital Pró-Cardíaco, - Professor Convidado da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio de Janeiro, - Membro Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte | SBMEE, Médico do HUCFF-UFRJ, - International Affiliate Member of the AAOS - American Academy of Orthopaedic Surgeons - Membro da Câmara Técnica de Ortopedia e Traumatologia do CREMERJ, - Especialista em Cirurgia do Membro Superior pela Clinique Juvenet - Paris, - Professor da pós Graduação em Medicina do Instituto Carlos Chagas, - Professor Coordenador da Liga de Ortopedia e Medicina Esportiva dos alunos de Medicina da UFRJ, - Membro Titular da SBOT - ( Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia), - Membro Titular da SBTO - ( Sociedade Brasileira de Trauma Ortopédico), - Mestre em Medicina pela Faculdade de Medicina da UFRJ - Internacional Member AO ALUMNI Association, - Internacional Member: The Fédération Internationale de Médecine du Sport,(FIMS)/International Federation of Sports Medicine (http://www.fims.org),