20 dicas para evitar quedas em casa

Um em cada três idosos no Brasil irá sofrer uma queda até dezembro. 1 em cada 10 sofrerá ao menos 2 quedas. 1 em cada 10 quedas irão produzir lesões graves como fraturas, cortes e sangramentos. *

História clinica típica
Uma mulher de 79 anos relata ter sofrido uma queda há 9 meses e outra na semana passada. Ela não se lembra dos detalhes da primeira queda, na segunda queda ela tropeçou na saliência de uma calçada produzida pela raiz de uma árvore. Relata que usou no noite anterior uma medicação para dormir ( uso crônico de 1/2 comprimido de frontal) e relata:  
" tem sentido falta de equilíbrio e está esquecendo as coisas ".

Quais as consequências das quedas em casa?


As quedas são a principal causa de lesões em idosos, resultando em fraturas de quadril, cortes e até graves lesões na cabeça que podem ser fatais. Mesmo quando não há ferimentos graves, uma queda ainda pode ser tão assustadora e provocar traumas emocionais. Os idosos podem evitar certas atividades porque têm medo de cair novamente.

Quais os principais perigos em casa?

Piso escorregadio, escada precária e sem corrimão e cabos elétricos pelo chão são algumas das causas mais comuns de quedas na casa. A residência mesmo com problemas de acessibilidade podem dar uma falsa sensação de segurança. É por isso que a prevenção de quedas começa com a criação de um espaço seguro em casa.


Para evitar quedas em casa não é necessário realizar uma reforma completa da casa. Algumas alterações básicas são fundamentais 

Abaixo algumas dicas:
  1. Limpe a desordem. O método mais fácil para prevenir quedas é manter a casa limpa e arrumada. Arrume toda a desordem, retire pilhas de jornais e revistas antigos do caminho, especialmente dos corredores e escadas.
  2. Remova objetos que sejam riscos de tropeçar. Retire tapetes e carpetes soltos. 
  3. Coloque os utensílios domésticos na altura das mãos, abaixar para pegar panelas sob a pia pode contribuir para quedas e pode levar a dores nas costas e outras lesões. 
  4. Examine as salas e corredores, procurando itens como carpetes soltos, tapetes escorregadios ou tacos desalinhados ou soltos. Em seguida, repare, remova ou substitua esses itens.
  5. Instale barras de apoio e corrimãos nos corredores e nos banheiros. Esses dispositivos de segurança são cruciais para subir e descer escadas, entrar e sair do banheiro e entrar e sair da banheira sem se machucar. 
  6. Coloque um banco dentro do box para permitir sentar na hora de lavar os pés.
  7. Instale um assento sanitário elevado ou um com braços ao lado do vaso.
  8. Evite usar roupas largas. Você quer se sentir confortável em casa, mas às vezes as roupas folgadas podem aumentar sua probabilidade de cair. 
  9. Evite roupas de cama muito grandes pois elas ficam no chão e o pé pode enrolar e você pode cair
  10. Opte por roupas mais justas e com bainha que não arrastam no chão.
  11. Use sempre sapatos. As meias podem ser confortáveis, mas apresentam um risco de escorregar. Prevenir quedas em casa pode ser tão simples quanto usar sapatos com sola de borracha. Você também pode comprar meias antiderrapantes com alças de borracha nas solas dos pés caso os sapatos sejam muito desconfortáveis.
  12. Use pisos antiderrapante principalmente em Banheiras e chuveiros, além de pisos antiderrapantes na cozinhas, banheiros e varandas, esses locais podem se tornar extremamente perigosos quando molhados.  
  13. Viva num único andar. Evite subir escadas dentro de casa, mesmo que seja necessário fazer uma reforma
  14. Se estiver com falta de equilíbrio considere a possibilidade de usar um andador ou muleta e atenção com a visão, a diminuição da acuidade visual é uma das causas de queda.
  15. Se precisar pegar algo no alto jamais use um banco no lugar da escada. Prefira escadas de 3 degraus. 
  16. Mova-se com mais cuidado. Muitas pessoas caem em casa ao correr para atender a porta ou o telefone. Nunca ande de Meia, use sempre calçados com solado antiderrapantes.   
  17. Levante devagar e faça pausas ao passar de uma posição sentada para uma posição em pé e vice-versa. Sempre fazer uma pausa ao passar de deitado para a posição sentada e estando sentado para ficar em pé
  18. Tente levantar da cadeira sem usar os braços como alavanca, se não conseguir é sinal que seus músculos estão fracos e você se beneficiará de fisioterapia.
  19. Coloque fitas adesivas antiderrapantes nos degraus de mármore ou madeira nua.
  20. Iluminação da casa
    • Coloque luzes noturnas no seu quarto, banheiro e corredor.
    • Coloque uma lâmpada ao alcance da sua mão na cama para as necessidades do meio da noite ou uma lanterna.
    • Crie caminhos iluminados com interruptores de luz que não estejam próximos às entradas dos cômodos. Considere a troca dos interruptores tradicionais por interruptores que brilham no escuro ou sejam iluminados.
    • Acenda as luzes antes de subir ou descer escadas.
    • Guarde lanternas na mesa de cabeceira e em locais fáceis de encontrar em caso de falta de energia.

As medicações para dormir podem aumentar a incidência de quedas?

Sim, muitos pacientes usam tranquilizantes a base de benzodiazepínicos os mais comuns Alprazolam ( Apraz e Frontal ) e bromazepam ( Lexotan, Bromopirin, Somalium, Bromoxon, Lexfast, Uni Bromazepax, Lezepan®, Fluxtar SR, Bromalex, Relaxil ) aumentam a incidência de quedas em pacientes idosos. Nessa população são medicamentos deletérios pois além de causar perda de equilíbrio também levam a perda de memória, que nos pacientes idosos é ainda mais importante.
No idoso a prevenção de quedas significa prevenção de lesões. Peça a seus entes queridos para ajudá-lo a garantir que seus quartos e escadas estejam ordenados e bem equipados com iluminação, corrimãos, barras de apoio e tapetes antiderrapantes para ajudar a evitar quedas - isso o deixará mais seguro em sua casa.
Dr. Marcos Britto da Silva
Ortopedista, Traumatologia e Medicina do Esporte
Botafogo, Rio de Janeiro, RJ, Brasil
atualizado em 18/02/2020

Referencia:
*  Fall Prevention in Community-Dwelling Older Adults. Phelan EARitchey KAnn Intern Med. 2018 Dec 4;169(11)

Comentários

  1. Boa tarde Doutor Marcos!
    Me chamo Mateus e tenho 31 anos
    Tive uma fratura na 1° vertebra lombar mais especificamente um esmagamento do osso,devido a uma queda de altura.Meu medico me indicou o tratamento conservador colete e repouso,com retorno marcado para 1 daqui mês.Até onde eu entendi o diagnostico foi feito com base em raio x e tomografia,dessa forma fiquei preocupado se pode ter ocorrido algum dano com a parte dos nervos e discos que envolvem a coluna

    ResponderExcluir

Postar um comentário

ANTES DE POSTAR SEU COMENTÁRIO Leia SOBRE O BLOG

http://www.marcosbritto.com/p/blog-page.html

Somente os seguidores do Blog poderão postar comentários.
Não realizamos consultas pela internet!

Mais Lidos

Compressão do Nervo Ulnar no Cotovelo e Punho

Consolidação das Fraturas

Vitamina D Pura DePURA

Lesão Meniscal no Joelho

Cirurgia para tratamento da Fratura de Tornozelo

Frio ou Calor

Fratura de tíbia - Diafisaria

Entorse do Tornozelo

Minha foto
MARCOS BRITTO DA SILVA
Brazil
- Médico Ortopedista Especialista em Traumatologia e Medicina Esportiva - Chefe do Serviço de Ortopedia e Traumatologia do Hospital Pró-Cardíaco, - Professor Convidado da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio de Janeiro, - Membro Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte | SBMEE, Médico do HUCFF-UFRJ, - International Affiliate Member of the AAOS - American Academy of Orthopaedic Surgeons - Membro da Câmara Técnica de Ortopedia e Traumatologia do CREMERJ, - Especialista em Cirurgia do Membro Superior pela Clinique Juvenet - Paris, - Professor da pós Graduação em Medicina do Instituto Carlos Chagas, - Professor Coordenador da Liga de Ortopedia e Medicina Esportiva dos alunos de Medicina da UFRJ, - Membro Titular da SBOT - ( Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia), - Membro Titular da SBTO - ( Sociedade Brasileira de Trauma Ortopédico), - Mestre em Medicina pela Faculdade de Medicina da UFRJ - Internacional Member AO ALUMNI Association, - Internacional Member: The Fédération Internationale de Médecine du Sport,(FIMS)/International Federation of Sports Medicine (http://www.fims.org),