CIRURGIA PARA RECONSTRUÇÃO DO LCA

Procedimento cirúrgico para reconstrução do Ligamento Cruzado Anterior

Antes de qualquer tratamento cirúrgico, o paciente geralmente é enviado à fisioterapia. Os pacientes que têm um joelho rígido e inchado que não possuem amplitude de movimento total no momento da cirurgia de LCA podem ter problemas significativos para recuperar o movimento após a cirurgia. Geralmente, leva três ou mais semanas a partir do momento da lesão para recuperar a amplitude de movimento total. Recomenda-se também que algumas lesões ligamentares sejam preparadas e permitam curar-se antes da cirurgia de reconstrução do LCA

O paciente, o cirurgião e o anestesista selecionam a anestesia utilizada para cirurgia. Os pacientes podem se beneficiar de um bloqueio anestésico dos nervos da perna para diminuir a dor pós-operatória.

A cirurgia geralmente começa com o exame do joelho do paciente enquanto o paciente está relaxado devido aos efeitos da anestesia. Este exame final é usado para verificar se o LCA está rompido e também para verificar a frouxidão de outros ligamentos do joelho que podem precisar ser reparados durante a cirurgia ou abordados no pós-operatório.

Se o exame físico sugere fortemente a LCA rompido, o tendão selecionado é colhido (para um autoenxerto) ou descongelado (para um aloenxerto) e o enxerto é preparado para o tamanho correto para o paciente.
  • Passagem do enxerto de tendão patelar durante a reconstrução do LCA
  • Passagem do enxerto do tendão patelar no túnel tibial do joelho.
Após o enxerto ter sido preparado, o cirurgião coloca um artroscópio na articulação. As incisões pequenas (um centímetro) chamadas portais são feitas na frente do joelho para inserir o artroscópio e os instrumentos e o cirurgião examina a condição do joelho. Os lesões do menisco e da cartilagem são cortados ou reparados e o cotos do ligamento cruzado anterior são removidos com o auxilio do shaver.
  1. INTRODUÇÃO
  2. CONSIDERAÇÕES SOBRE O LCA
  3. RESSONÂNCIA PARA AVALIAÇÂO DA RUPTURA DO LCA
  4. ANATOMIA DO LCA
  5. TRATAMENTO SEM CIRURGIA
  6. CONSIDERAÇÕES SOBRE A CIRURGIA
  7. TRATAMENTO CIRÚRGICO DA LESÃO DO LCA
  8. OPÇÕES DE ENXERTO NO LCA
  9. ISQUIOTIBIAIS
  10. TENDÃO PATELAR
  11. QUADRÍCEPS
  12. RX PÓS OPERATÓRIO
  13. COMPLICAÇÕES
  14. DOR NO PÓS OPERATÓRIO DE RECONSTRUÇÃO DO LCA
  15. FISIOTERAPIA PÓS RECONSTRUÇÃO DO LCA

Dr. Marcos Britto da Silva
Ortopedista, Traumatologista e Médico do Esporte
Botafogo, Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Atualizado em 07/03/2018

Comentários

Mais Lidos

Compressão do Nervo Ulnar no Cotovelo e Punho

Consolidação das Fraturas

Vitamina D Pura DePURA

Lesão Meniscal no Joelho

Cirurgia para tratamento da Fratura de Tornozelo

Frio ou Calor

Fratura de tíbia - Diafisaria

Cisto de Baker no Joelho

Entorse do Tornozelo

Bula do Addera D3

Minha foto
MARCOS BRITTO DA SILVA
Brazil
- Médico Ortopedista Especialista em Traumatologia e Medicina Esportiva - Chefe do Serviço de Ortopedia e Traumatologia do Hospital Pró-Cardíaco, - Professor Convidado da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio de Janeiro, - Membro Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte | SBMEE, Médico do HUCFF-UFRJ, - International Affiliate Member of the AAOS - American Academy of Orthopaedic Surgeons - Membro da Câmara Técnica de Ortopedia e Traumatologia do CREMERJ, - Especialista em Cirurgia do Membro Superior pela Clinique Juvenet - Paris, - Professor da pós Graduação em Medicina do Instituto Carlos Chagas, - Professor Coordenador da Liga de Ortopedia e Medicina Esportiva dos alunos de Medicina da UFRJ, - Membro Titular da SBOT - ( Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia), - Membro Titular da SBTO - ( Sociedade Brasileira de Trauma Ortopédico), - Mestre em Medicina pela Faculdade de Medicina da UFRJ - Internacional Member AO ALUMNI Association, - Internacional Member: The Fédération Internationale de Médecine du Sport,(FIMS)/International Federation of Sports Medicine (http://www.fims.org),