Dr. Marcos Britto da Silva - Ortopedia, Traumatologia e Medicina Esportiva: Entorses e Distensões: Qual é a diferença?

Entorses e Distensões: Qual é a diferença?

O que é uma entorse?
O que é uma distensão?
O que causa entorses e distensões?
Quem está sujeito entorses e distensões?
Que atividades tornam os atletas mais suscetíveis a entorses e distensões?
Quais são os sinais de uma entorse?
Quais são os sinais de uma distensão?
Como são tratadas as entorses e distensões?
Dicas de prevenção
Entorses e distensões estão entre as lesões mais comuns no esporte.


O que é uma entorse?

A entorse é uma estiramento e / ou ruptura de um ligamento, a banda fibrosa de tecido conjuntivo que une o final de um osso com o outro osso ao redor das articulações. Ligamentos apóiam e estabilizam as articulações do corpo. Por exemplo, ligamentos no joelho conectam 
a coxa com a perna, permitindo andar e correr.


O que é um estiramento?

A distensão ou estiramento é uma lesão de um músculo e / ou tendão. Os tendões são cordões de tecido fibroso que prendem os músculos aos ossos.

O que causa entorses e distensões?
A entorse é causada por um trauma direto ou indireto (uma queda, um duro golpe no corpo, etc) e provoca a saída da junta (articulação) de posição, e, em casos graves, ocorre uma ruptura de ligamentos de suporte ao redor das articulações. Normalmente, esta lesão ocorre quando um indivíduo cai com o braço estendido; escorrega no chão; salta e cai de mal jeito virando o tornozelo, ou corre sobre uma superfície irregular.
Distensões são o resultado de overuse (movimento prolongado, repetitivo) dos músculos e tendões. Pausas inadequadas durante o treinamento intensivo precipita um estiramento. Distensão aguda é causada por um trauma direto no corpo, alongamento maior que o recomendado, ou a contração muscular excessiva e prolongada.

Quem está mais sujeito a entorses e distensões?
Atletas profissionais e amadores e o público em geral, bem como, pode sustentar esta lesão. Pessoas em risco para a lesão tem uma história de entorses e distensões, estão acima do peso, e estão em más condições físicas.

Que atividades tornam os atletas mais suscetíveis a entorses e distensões?
Todos os esportes e exercícios, mesmo andar a pé, tem risco de entorses. As áreas anatômicas mais em risco de entorse dependem da atividade específicos envolvida. Por exemplo, basquete, voleibol, futebol e outros esportes de salto compartilham um risco para entorse do pé, joelho e tornozelo. Futebol, hóquei, boxe, wrestling e outros esportes de contato colocam os atletas em risco de estiramento. Então, fazer esportes que explosão muscular (salto em distância, corridas curtas, etc.) Ginástica, tênis, remo, golfe, esportes que exigem preensão tem uma alta incidência de entorses na mão e punho. Entorses de cotovelo ocorrem freqüentemente com raquete e esportes de contato.

Quais são os sinais de uma entorse?
Embora a intensidade varia, dor, hematomas, inchaço e inflamação são comuns a todas as três categorias de entorses: leve, moderada, severa. O indivíduo geralmente sente uma estiramento ou pop ( barulho de algo rompendo) na articulação. A entorse grave produz uma dor insuportável no momento da lesão, como ligamentos rasgando completamente ou separado do osso. Este afrouxamento ligamentar periarticular torna a articulação instável e as manobras de gaveta se tornam positivas. A entorse moderada rompe parcialmente o ligamento, produzindo instabilidade articular moderada e algum inchaço. Um ligamento é esticada levemente numa entorse leve, mas não há afrouxamento articular nem instabilidade.

Quais são os sinais de uma estiramento muscular ou tendinoso?
Os indicadores típicos incluem dor, espasmo muscular, fraqueza muscular, inchaço, inflamação e câimbras ou dores espasmódicas como numa cólica. Em estiramentos graves, o músculo e / ou tendão é parcial ou completamente rompido, muitas vezes incapacitando  completamente o indivíduo. Alguma função muscular será perdida com um estiramento moderado, onde o músculo / tendão é sobrecarregado e um pouco rasgado parcialmente. Com um estiramento leve, o músculo / tendão é alongado ou tracionado porém não se rompe.

Estiramento nas costas. Quando os músculos que suportam a coluna vertebral são torcidos, puxados, ou rasgados, o resultado é uma lesão nas costas. Atletas que praticam jumping excessiva (durante o basquete, voleibol, etc) são vulneráveis ​​a esta lesão.

Estiramento muscular nos Isquiotibiais. O estiramento dos músculos isquiotibiais  provoca a lesão nos músculos na parte de trás da coxa. A lesão pode provocar dor e incapacitar uma pessoa por até seis meses. A causa provável é o desequilíbrio de força muscular entre os tendões e os músculos na parte da frente da coxa, o quadríceps. Chutar uma bola de futebol, correr ou pular para fazer uma cesta podem puxar um tendão e provocar um estiramento muscular. Os ferimentos nessa região tendem a recorrer (voltar, sofrer novas lesões)

Como são tratadas as  entorses e distensões?
Repouso, gelo, compressão e elevação ( RICE) geralmente vai ajudar a minimizar os danos. É importante em todos os casos, mas é fundamental a avaliação de um médico para determinar a gravidade da lesão e estabelecer um plano de reabilitação e tratamento. A entorse ou estiramento graves podem exigir cirurgia ou imobilização seguido de meses de terapia. Entorses e distensões leves podem exigir exercícios de reabilitação e modificação de atividade durante a recuperação.

Dicas de prevenção
Ninguém está imune a entorses e distensões, mas aqui estão algumas dicas para ajudar a reduzir o risco de lesões:
  • Participar de um programa de condicionamento físico para construir força muscular
  • Fazer exercícios de alongamento diariamente
  • Sempre usar calçados e tênis correto para o esporte
  • Nutrir seus músculos por comer com uma dieta bem equilibrada
  • Aquecimento antes de qualquer atividade esportiva.
  • Usar ou portar equipamentos de proteção adequados para  cada esporte
Dr. Marcos Britto da Silva
Ortopedista, Traumatologista, Médico do Esporte
Botafogo,Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Atualizado em 10/10/2013

28 comentários:

  1. Meu filho caiu e está mancando. Já levamos ao hospital e não há sinal de fratura, e também há momentos que ele manca e outros não. é possivel ele ter tido um entorse tipo leve?

    ResponderExcluir
  2. Sim, isso é muito comum em crianças, importante ficar atento se surgir febre leve imediatamente ao médico.

    ResponderExcluir
  3. Dr.Marcos Brito.Há 10 dias fui puxada brutalmente.Naquele momento do puxão sentir uma dor horrivel no joelho esquerdo.Até então que não era nada;uma semana depois já não consigo mais me apoiar nessa perna.O joelho dói muito e quando menos espero estando em pé andando ou parada sinto um repuxão se não me segurar;caio.Fui ao médico hoje o ortopedista passou pra eu tomar injeçao profenid,maxsulid e pomada profenid gel.Sei que será dureza continuar sentindo essas dores.email- mpssantos@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  4. Você esta no caminho certo ao procurar ajuda médica, agora é esperar o tempo prescrito pelo ortopedista

    ResponderExcluir
  5. Dr. Marcos Brito, fiz um esforço maior ao praticar exercícios de musculação, e estou sentindo dores nos joelhos quando faço o movimento de agaixamento, isso pode ser uma distenção? De que tipo seria? Estou passando um gel de diclofenaco dietilamônio para combater a dor...

    ResponderExcluir
  6. Tive uma fratura de fibula, passei por cirurgia e ao todo tenho 9 parafusos. 2 no maléolo e 7 na fíbula. Sinto um puxão lateral perto da maleólo. Meu médico disse q pode ser fibrose. Isso pode estar atrapalhando meus movimentos? O meu tendão deu uma encurtada. Tô na batalha pra ele normalizar eu conseguir andar direito, pois ando com a perna sem conseguir flexionar como a outra. Faz 2 meses que fiz a cirurgia.

    ResponderExcluir
  7. A fisioterapia após a cirurgia de tornozelo é muito importante

    ResponderExcluir
  8. Meu filho ta com muita dor no cotuvelo ja fizemos raio x do mesmo e não deu nada oque devo fazer pra ele melhorar essa dor ele nao consegue se quer levantar seu braço e esta chorando muito ele tem so 3 anos estou desisperado

    ResponderExcluir
  9. Nesse idade a pronação dolorosa ( cotovelo de Babá) é muito frequente, leve seu filho a um ortopedista

    ResponderExcluir
  10. Bom dia Dr. Marcos Brito!!! Em agosto de 2014 estava fazendo uma aula de Jump quando ao voltar de um salto senti o joelho direito indo para trás. Continuei o exercício por mais ou menos 1 minuto e ao parar comecei a sentir dor, ele começou a estalar e não conseguia firmá-lo por causa da dor (também ficou inchado). Fui para casa e coloquei gelo. Tomei anti-inflamatório na época e também passei pomada. Não consigo esticar a perna totalmente e tenho dificuldade em agachar; também não posso cruzar a perna porque ao voltar sinto uma dor como se algo estivesse saindo do lugar (tenho que fazer um movimento pra traz com a perna, que faz estalar) Sinto que estou sobrecarregando a perna esquerda. O que pode ser feito com base nos sintomas. Obrigada!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A sua descrição sugere uma lesão mais séria, sugiro que você procure um ortopedista

      Excluir
  11. Oi Dr. Torci o tornozelo jogando o handebol faz 8 dias, imobilizado o pé com tala engessada neste período, segundo o médico após exame clínico e RX distendi o ligamento do tornozelo, agora retirei a tala e sinto dor na panturrilha, seria apropriado fazer uma ressonância magnética? O médico disse q terei q ficar 3 meses sem treinar e pediu q eu usasse aircast, nem máquina de remo posso fazer?

    ResponderExcluir
  12. Dr' eu estava dançando Breaking e essa dança usa 80% o pulso e na modalidade que eu danço eu utilizo 100% e danço a 5 anos ate 2 meses atrás nunca tinha machucado ele, so que eu comecei trejnar , e sentia umas dores mais de leve ni pulso que mais uso ( no direito ) ai continue achei que rta só uma "dorzinha" so que isso foi aumentando e hoje n consigo mais apoia-lo no chão mais soo que a dor vem de um lado só do pulso e uma dor insuportável e parece ser so nervo seila so sei que faz 2 meses e nao sara. Nesses dois meses fiquei sem fazer nada, so que n adiantou nada tbm. Oque devo fazer para melhor rápido ou para melhorar 100% e poder voltar a fazer minha dança ? Obrigado desde já !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fazer o diagnóstico de qual o problema no punho e a partir desse momento instituir um tratamento adequado.

      Excluir
  13. dr. hoje descendo do carro tive caimbra na perna e fiquei com a perna esticada e com muita dor, pois peso 100 kg e o meu peso ficou sobre minha perna. agora estou com a perna inchada e muita dor, passei gelou em aerosol e estou tomando proflan em comprimido de 8 em oito horas, o que mais devo fazer?, só não quero ir ao médico, por favor me ajude.

    ResponderExcluir
  14. Dr. machuquei a mão com uma forte pressão , dobrando praticamente ao meio e tive uma dor muito forte e não sustentava nada com a mão, mas fiz gelo diminuiu e consigo movimentar. Mas sinto dor com qualquer pressão (ex: aperto de mão) e voltou a estralar. Não apareceu fratura, mas a dor é continua, moderada mas continua. O que fazer?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como a dor permanece você deve retornar ao ortopedista

      Excluir
  15. Dr. Torci meu tornozelo 15 dias depois tirei a tala e agora estou sentindo uma forte dor na panturrilha, que devo fazer?

    ResponderExcluir
  16. Dr meu filho tem 5 anos e não consegue esticar a perna a ao forçar ele levanta a parte do bumbum também ele tem dificuldade de pular se abaixar como as outras crianças o que pode ser e o que devo fazer

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você deve procurar um ortopedista. O pediatra falou algo?

      Excluir
  17. bom dia , apos 2 meses de ter feito um entorse no punho , e normal o mesmo ainda doer , e não conseguir fazer rotação do membro por completo ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Numa entorse algumas estruturas podem ser estiradas ou mesmo rompidas, isso pode demorar várias semanas para cicatrizar e esse tempo pode aumentar sem tratamento, a persistência da dor sugere que você retorne ao ortopedista

      Excluir
  18. Olá Dr, sou enfermeira, trabalho em uma escola e as crianças estão sempre caindo e comparecendo a enfermaria para reclamar de dor no punho, dor no tornozelo por ter pisado de mal jeito ou trauma nos dedos jogando bola. Minha primeira medida é verificar se está edemaciado ou com hematoma, avalio a capacidade de mobilidade, aplico bolsa de gelo por uns 15 minutos e as vezes passo pomada Gelol e oriento a procurar atendimento médico se a dor persistir. Gostaria de saber se estou agindo correto e se tem algo mais que eu deva fazer?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim , porém se você observar deformidade, impotência funcional importante ou estiver inchando rápido , leve imediatamente ao médico.

      Excluir
  19. Ola DrDr.estava jogando bola, e quando corri sentir um puxão no joelho esquerdo, uma dor insuportável, e não conseguir sair da quadra sozinho, precisei de ajuda, assim que sentei coloquei gelo, fui pra casa e o joelho inchou uma semana, ai tomei remédio e desinchou.
    Uma semana depois como tinha desinchado, achei que estava pronto pra jogar de novo e fui, na primeira corrida sentir puxar de novo e cair de dor.
    Ai passei duas semanas sem jogar e falei agora sim esta bom, joguei dois minutos correndo e tudo , e logo puxou de novo algo no joelho, ai vi que tinha que da um tempo. Ja estou chegando ha dois meses sem jogar, mas sinto que meu joelho esta sensível. Sera que ja da pra voltar a jogar?

    ResponderExcluir

ANTES DE POSTAR SEU COMENTÁRIO Leia SOBRE O BLOG

http://www.marcosbritto.com/p/blog-page.html

Somente os seguidores do Blog poderão postar comentários.
Não realizamos consultas pela internet!

Postagens mais lidas na última semana