Dr. Marcos Britto da Silva - Ortopedista,Traumatologia e Medicina Esportiva: Exercícios para Manguito Rotador

Exercícios para Manguito Rotador

Programa de exercícios para Patologias do Manguito rotador do Ombro
Após uma lesão ou cirurgia no ombro a fisioterapia é uma etapa importante da recuperação, um programa de condicionamento exercício vai ajudá-lo a retornar às atividades diárias e desfrutar de um estilo de vida mais ativo e saudável. Um programa de condicionamento bem estruturada também ajudará a retornar aos esportes e outras atividades recreativas.

Este é um programa de condicionamento geral que fornece uma grande variedade de exercícios. Para garantir que o programa seja seguro e eficaz, o paciente deve realiza-lo sob a supervisão do seu médico. Fale com o seu ortopedista ou fisioterapeuta sobre quais os exercícios que melhor irão ajudá-lo a alcançar seus objetivos de reabilitação.

Tipos de Exercício
Força: Fortalecer os músculos que suportam o ombro irão ajudar a manter a estabilidade da articulação do ombro. Manter estes músculos fortes pode aliviar as dores no ombro e prevenir novas lesões.

Flexibilidade: Alongar os músculos é importante para fortalecer a restaurar a amplitude de movimento e para preveni lesões. O alongamento suave antes e após os exercícios de fortalecimento pode ajudar a reduzir a dor muscular e manter seus músculos flexíveis.

Músculos alvo: Os grupos musculares neste programa de condicionamento incluem:
Deltóides (frente, atrás e sobre o ombro)
Trapézio (parte superior das costas)
Rombóide (parte superior das costas)
Redondo Menor (apoiar a articulação do ombro)
Supra-espinal (apoiar a articulação do ombro, elevação)
Infraespinal (apoiar a articulação do ombro, rotação externa)
Subescapular (frente do ombro, rotação interna)
Bíceps (frente de braço)
Tríceps (parte de trás do braço)

Duração do programa: Este programa de condicionamento ombro obtém melhores resultados após 8/12 semanas Depois da recuperação, estes exercícios podem ser continuado como um programa de manutenção para a proteção ao longo da vida e saúde de seus ombros. Na fase de recuperação sugerimos exercícios diários na fase de manutenção executar os exercícios dois a três dias por semana, vai manter a força e amplitude de movimento em seus ombros.

1. Aquecimento
1. Pêndulo
Principais músculos trabalhados:
deltóides, supra espinhoso, infra subscapular

 Repetições: 2 séries de 10
Primeiros passos
Aquecimento: Antes de fazer os exercícios a seguir, aqueça com 5 a 10 minutos de atividade de baixo impacto, como caminhar ou andar numa bicicleta estacionaria (ergométrica). Paciente com dor mais intensa podem se beneficiar de aplicação de gelo 10 a 20 minutos para facilitar a execução dos exercícios.
Alongamento: Após o aquecimento, fazer os exercícios de alongamento mostrados na figura 1 antes de passar para os exercícios de fortalecimento. Quando completar os exercícios de fortalecimento, repita os exercícios de alongamento para finalizar o programa.

DICAS
Não ignore a dor: Você não deve sentir dor durante um exercício. Fale com o seu médico ou fisioterapeuta se você tiver qualquer dor durante o exercício.
Faça perguntas: Se você não tem certeza de como fazer um exercício, ou quantas vezes a fazê-lo, contacte o seu médico ou fisioterapeuta.
Passo-a-passo
Incline-se para frente e colocar uma mão em um balcão ou mesa de apoio. Deixe o seu outro braço solto e pendente ao seu lado.
Delicadamente balançar o braço para a frente e para trás. Repita o exercício movendo o braço do lado-a-lado, e repita novamente em um movimento circular. ( imagine estar mexendo num tacho de doce, o tamanho do tacho vai aumentando a medida você avança semana a semana.
Repetir toda a sequência com o outro braço.
Dica: Não curvar as costas ou fletir os joelhos.

2. Alongamento sobre o tórax
Principais músculos trabalhados: Região posterior do deltóide
e cápsula posterior Você deve sentir esticar a parte detrás de seu ombro
Equipamentos necessários: Nenhum
Repetições: 4 de cada lado
Dias por semana: Todos os dias
Passo-a-passo
Relaxe os ombros e puxe um braço sobre o peito, tanto quanto possível, segurando em seu braço. Mantenha a posição por 30 segundos e depois relaxe por 30 segundos. Repetir com o outro braço.
Dica: Não puxe ou colocar pressão sobre o seu cotovelo.

3. Alongamento com Bastão atrás do corpo 
Principais músculos trabalhados: subscapular
Você deve sentir esticar este trecho na frente do seu ombro
Equipamento necessário: bastão de luz, como um ponto de referência
Repetições: 4 de cada lado
Dias por semana: 5-6
Passo-a-passo
Segure um bastão atrás das costas com uma mão e levemente agarrar a outra extremidade da vara com a outra mão. Puxe a vara na horizontal, como mostrado para que seu ombro seja passivamente esticada ao ponto de sentir um puxão sem dor. Mantenha a posição por 30 segundos e depois relaxe por 30 segundos. Repetir do outro lado.
Dica: Não se inclinar sobre ou torcer para o lado enquanto puxa a vara.

4. Alongamento dom Bastão a frente do corpo
Principais músculos trabalhados: Infraespinal, redondo menor
Você deve sentir este trecho na parte de trás de seu ombro
Equipamento necessário: bastão de luz, como um ponto de referência
Repetições: 4 de cada lado
Dias por semana: 5-6
Passo-a-passo
Segure o pau com uma mão e copo na outra extremidade da vara com a outra mão. Mantenha o cotovelo do ombro você está esticando contra a lateral de seu corpo e empurrar a vara na horizontal, como mostrado ao ponto de sentir um puxão sem dor. Mantenha a posição por 30 segundos e depois relaxe por 30 segundos. Repetir do outro lado.
Dica: Mantenha os quadris para a frente e não torcer.

5. Alongamento de Cápsula Posterior
Principais músculos trabalhados: Infraespinal, redondo menor
Você deve sentir este região atrás de seu ombro
Equipamentos necessários: Nenhum
Repetições: 4 repetições, 3x por dia
Dias por semana: Diariamente
Passo-a-passo
Deite-se de lado em uma superfície firme e plana com o ombro afetado e seu braço dobrado, como mostrado. Você pode colocar sua cabeça em um travesseiro para melhorar o conforto, se necessário.
Use o braço afetado para empurrar o outro braço para baixo. Pare de pressionar para baixo quando você sentir um estiramento na parte traseira de seu ombro afetado.
Mantenha essa posição por 30 segundos, depois relaxe o braço por 30 segundos.
Dica: Não dobre seu punho ou pressione para baixo em seu pulso.

6. Trapézio
Principais músculos trabalhados: trapézio regiões média e inferior
Você deve sentir este exercício na parte de trás do seu ombro e na parte superior das costas
Equipamento necessário: Use uma Faixa Elástico de resistência confortável. À medida que o exercício se torne mais fácil de realizar, progredir para 3 séries de 12 repetições. Trocar a cor da faixa e usar faixas cada vez mais escura e portanto com maior resistência. Se você tiver acesso a um centro de fitness, este exercício também pode ser executado em uma máquina de peso. Um Professor da academia pode instruí-lo sobre como usar as máquinas com segurança. Repetições: 3 séries de 8. Dias por semana: 3
Passo-a-passo
Faça um laço de 3 metros de comprimento com o elástico e amarre as pontas. Prenda o laço para uma maçaneta ou outro objeto estável.
Segure a faixa com o seu cotovelo dobrado e ao seu lado, como mostrado na posição de partida.
Mantenha o seu braço ao seu lado e puxe o cotovelo para trás.
Lentamente retorne à posição inicial e repita.
Dica: Aperte as omoplatas juntos quando puxar.

7. Rotação externa Com braço abduzido a 90 °
Principais músculos trabalhados: Infraespinal e redondo menor
Você deve sentir este exercício na parte de trás do seu ombro e em na parte superior das costas
Equipamento necessário: Use uma faixa elástica de resistência tipo theraband confortável. À medida que o exercício se torne mais fácil de realizar, progredir para 3 séries de 12 repetições. Se você tiver acesso a um centro de fitness, este exercício também pode ser executado em uma máquina de peso. Um assistente de fitness em seu ginásio pode instruí-lo sobre como usar as máquinas com segurança.
Repetições: 3 séries de 8
Dias por semana: 3
Passo-a-passo
Faça um laço de 3 metros de comprimento com o elástico e amarre as pontas. Prenda o laço para uma maçaneta de porta ou outro objeto estável.
Segure a faixa com o cotovelo dobrado a 90 ° e elevado a altura dos ombros, tal como mostrado na posição de partida. Mantendo o seu ombro e cotovelo em angulo reto, devagar, levante a mão até que esteja em linha com a sua cabeça.
Lentamente retorne à posição inicial e repita.
Dica: Verifique se o cotovelo está em linha com o ombro.

8. Rotação Interna
Principais músculos trabalhados: peitoral, subscapular
Você deve sentir este exercício em seu peito e ombro
Equipamento necessário: Use uma Faixa elástica de resistência confortável. À medida que o exercício se torne mais fácil de realizar, progredir para 3 séries de 12 repetições. Se você tiver acesso a um centro de fitness, este exercício também pode ser executado em uma máquina de peso. Um assistente de fitness em seu ginásio pode instruí-lo sobre como usar as máquinas com segurança.
Repetições: 3 séries de 8
Dias por semana: 3
Passo-a-passo
Faça um laço de 3 metros de comprimento com o elástico e amarre as pontas. Prenda o laço para uma maçaneta ou outro objeto estável.
Segure a faixa com o cotovelo dobrado e ao lado, como mostrado na posição de partida.
Mantenha o cotovelo para ao lado e trazer o seu braço sobre o corpo.
Lentamente retorne à posição inicial e repita.
Dica: Mantenha o cotovelo junto ao tórax.

9. Rotação externa
Principais músculos trabalhados: Infraespinal, redondo menor, região posterior do deltóide.
Você deve sentir este exercício na parte de trás do ombro e parte superior das costas
Equipamento necessário: Use uma faixa elástica de resistência confortável. À medida que o exercício se torne mais fácil de realizar, progredir para 3 séries de 12 repetições. Se você tiver acesso a um centro de fitness, este exercício também pode ser executado em uma máquina de peso. Um assistente de fitness em seu ginásio pode instruí-lo sobre como usar as máquinas com segurança.
Repetições: 3 séries de 8
Dias por semana: 3
Passo-a-passo
Faça um laço de 3 metros de comprimento com o elástico e amarre as pontas.
Prenda o laço para uma maçaneta ou outro objeto estável.
Segure a faixa com o seu cotovelo dobrado e ao seu lado, como mostrado na posição de partida.
Mantenha o cotovelo junto ao tórax, gire lentamente o braço para fora.
Lentamente retorne à posição inicial e repita.
Dica: Aperte as omoplatas juntos quando você puxar o cotovelo para trás.

10. Flexão do cotovelo: Bíceps
Principais músculos trabalhados: bíceps
Você deve sentir este exercício na frente de seu braço
Equipamento necessário: Comece com um peso de 1 a 2 kg (que permite 3 séries de 8 repetições) e progrida para 3 séries de 12 repetições. À medida que o exercício se torne mais fácil, adicionar peso a um máximo de 3 kg. Cada vez que você aumenta o peso, começar de novo em 3 séries de 8 repetições.
Repetições: 3 séries de 8
Dias por semana: 3
Passo-a-passo
Fique em pé com o peso distribuído igualmente sobre os dois pés.
Mantenha o cotovelo ao lado do corpo e lentamente, trazer o peso para cima em direção ao ombro, como mostrado.
Segure por 2 segundos.
Lentamente retorne à posição inicial e repita.
Dica: Não faça o exercício demasiado depressa ou balançando o braço.

11. Extensão do cotovelo (tríceps)
Principais músculos trabalhados: Tríceps
Você deve sentir este exercício na parte de trás de seu braço
Equipamento necessário: Comece com um peso que permite 3 séries de 8 repetições e progrida para 3 séries de 12 repetições. À medida que o exercício se torne mais fácil, adicionar peso em incrementos de 0,5 kg a um máximo de 3 kg. Cada vez que você aumentar o peso, começar de novo em 3 séries de 8 repetições.
Repetições: 3 séries de 8
Dias por semana: 3
Passo-a-passo
Fique em pé com o peso distribuído igualmente sobre os dois pés.
Levante o braço e dobrar o cotovelo, com o peso atrás da cabeça.
Apoiar o seu braço, colocando a mão oposta em seu braço.
Lentamente, estenda o cotovelo e trazer a sobrecarga de peso.
Segure por 2 segundos.
Lentamente, abaixe o braço para trás para baixo atrás da cabeça e repita.
Dica: Mantenha seus músculos abdominais contraídos e não arquear as costas.

12. Fortalecimento do trapézio
Principais músculos trabalhados: deltóide região Média e posterior, supra espinhal, região média do trapézio
Você deve sentir este exercício na parte de trás do ombro e na parte superior das costas
Equipamento necessário: Comece com um peso leve o suficiente para permitir 3 a 4 séries de 20 repetições sem dor. A medida que  o exercício torne-se mais fácil de executar, adicionar 2 a 3 quilos de peso, mas não menos repetições. Evoluir para 3 séries de 15 repetições em cada incremento de peso, com o peso máximo de cerca de 5 a 7 quilos.
Repetições: 3 séries de 20
Dias por semana: 3 a 5
Passo-a-passo
Coloque o seu joelho em um banco ou cadeira e inclinar para a frente, de modo que sua mão alcança o banco e ajuda a suportar o seu peso. A outra mão está ao seu lado, com a palma virada seu corpo.
Lentamente levantar o braço, girando a mão para a posição polegar para cima e parar quando sua mão estiver na altura do ombro, com o braço paralelo ao chão.
Lentamente, abaixe o braço para a posição original para uma contagem de 5.
Dica: Use um peso que torne as últimas repetições difíceis, mas sem dor.

13. Músculos da escápula
Principais músculos trabalhados: Região Média do Trapézio, Serrátil
Você deve sentir este exercício na parte superior das costas, em seu ombro
Equipamentos necessários: Nenhum
Repetições: 10
Dias por semana: 3
Passo-a-passo
Deite-se de barriga para baixo com os braços ao lado do corpo.
Coloque um travesseiro sob a testa para conforto, se necessário.
Eleve suavemente as omoplatas juntos e abaixe, tanto quanto possível.
Pare na metade do caminho e segure por 10 segundos.
Relaxe e repita 10 vezes.
Dica: não coloque tendão no pescoço.

14. Adução da Escapula 
Principais músculos trabalhados: Região média do trapézio, Serrátil
Você deve sentir este exercício em sua parte superior das costas no ombro
Equipamento necessário: Comece com um peso que permite duas séries de 8 a 10 repetições e progrida para 3 séries de 15 repetições. À medida que o exercício se torne mais fácil, adicionar peso em incrementos de 0,5 kg a um máximo de 3 kg. Quando aumentar o peso, começar de novo em 2 séries de 8 a 10 repetições.
Repetições: 2 séries de 10
Dias por semana: 3
Passo-a-passo
Deite-se de barriga para baixo sobre uma mesa ou cama com o braço lesionado pendurado para o lado.
Mantenha o cotovelo reto e levantar o peso devagar, elevando a escápula e aproximando uma escápula da outra, tanto quanto possível.
Retornar lentamente à posição inicial e repita.
Dica: não levantar o ombro em direção a sua orelha.

15. Desenvolvimento dos estabilizadores da escápula
Principais músculos trabalhados: Região média e inferior do trapézio, infraespinal, redondo menor e região posterior do deltóide
Você deve sentir este exercício na parte de trás do ombro e parte superior das costas
Equipamento necessário: Comece com um peso que permite 3 séries de 8 repetições e progrida para 3 séries de 12 repetições. À medida que o exercício se torne mais fácil, adicionar peso em incrementos de de 0,5 kg a um máximo de 3 kg  Cada vez aumentar o peso, começar de novo em 3 séries de 8 repetições.
Repetições: 3 séries de 8
Dias por semana: 3
Passo-a-passo
Deite-se de barriga para baixo sobre uma mesa ou cama com o braço lesionado pendurado para o lado.
Mantenha o seu braço direito e, lentamente, levantá-lo ao nível dos olhos.
Lentamente, abaixe-lo de volta para a posição inicial e repita.
Dica: Controle o movimento não deixe o braço descer muito rapidamente.

16. Rotação interna e externa
Principais músculos trabalhados: Rotação interna: deltóide anterior, peitoral, subscapular, grande dorsal.
Rotação externa: deltóide posterior, infraespinal, redondo menor
Você deve sentir este exercício na parte da frente e de trás do seu ombro, peito e costas
Equipamento necessário: Comece com um peso leve o suficiente para permitir que 3 a 4 séries de 20 repetições sem dor. A medida que o exercício se torne mais fácil de executar, adicionar 2 a 3 quilos de peso, mas não menos repetições. Evoluir para 3 séries de 15 repetições em cada incremento de peso, com o peso máximo de cerca de 5 a 7 quilos.
Repetições: 3 a 4 séries de 20
Dias por semana: 3 a 5
Passo-a-passo
Deite-se de costas sobre uma superfície plana.
Estenda o braço para fora do ombro e dobrar o cotovelo a 90 °.
Mantendo o seu cotovelo dobrado e apoiado na maca, lentamente, mover o seu braço no arco mostrado. Traga o seu cotovelo para baixo em um ângulo de 45 °, se você sentir dor a 90 °.
Dica: Use um peso que torne as últimas repetições difíceis, mas sem dor.

17. Rotação externa com halteres
Principais músculos trabalhados: Infraespinal, redondo menor região posterior do deltóide
Você deve sentir este exercício na parte de trás do ombro e parte superior das costas
Equipamento necessário: Comece com pesos que permitam duas séries de 8 a 10 repetições (cerca de 1 a 2 quilos), e avançar para 3 séries de 5 repetições. À medida que o exercício se torne mais fácil, adicionar peso em incrementos de 0,5 kg a um máximo de 3 kg. Cada vez que você aumentar o peso, começar de novo em 2 séries de 8 a 10 repetições.
Repetições: 2 séries de 10
Dias por semana: 3
Passo-a-passo
Deite-se de lado em uma superfície plana firme com o braço afetado para cima, procure usar um travesseiro não use a mão como apoio ( a figura está errada).
Segure o braço como mostrado, com o cotovelo dobrado em um ângulo de 90 °.
Mantenha o cotovelo ao lado do corpo e gire lentamente o braço na altura do ombro, levantando o peso para a posição vertical.
Lentamente baixar o peso para a posição de partida para uma contagem de 5.
Dica: Não deixe seu corpo rolar para trás ao levantar o peso.

18. Rotação Interna com Halteres
Principais músculos trabalhados: subscapular, redondo maior
Você deve sentir este exercício na frente do seu ombro
Equipamento necessário: Comece com pesos que permitem duas séries de 8 a 10 repetições (cerca de 1 a 2 quilos), e avançar para 3 séries de 5 repetições. À medida que o exercício se torne mais fácil, adicionar peso em incrementos de 0,5 kg a um máximo de 3 kg. Cada vez que aumentar o peso, começar de novo em 2 séries de 8 a 10 repetições.
Repetições: 2 séries de 10
Dias por semana: 3
Passo-a-passo
Deite-se sobre uma superfície plana firme ao lado de seu braço afetado.
Coloque um travesseiro ou pano dobrado sob a cabeça para manter sua coluna reta.
Segure o braço lesionado ao lado do corpo, como mostrado, com o cotovelo dobrado em um ângulo de 90 °.
Mantenha o cotovelo dobrado ao lado do corpo e girar lentamente o braço na altura do ombro, levantando o peso para a posição vertical.
Lentamente baixar o peso para a posição inicial.
Dica: Não deixe seu corpo rolar ao levantar o peso.

Dr. Marcos Britto da Silva
Ortopedista, Traumatologista e Médico do Esporte
Botafogo, Rio de Janeiro, RJ, Brasil
atualizado em 05/01/2013

11 comentários:

  1. por favor doutor,eu tive acho uma luxação no pé,tem uma bola meio alta,acho que é um nervo,gostaria de saber o que eu faço,faz 4 meses que eu devo ter torcido o pé,a minha perna doí até em cima,não é só o pé que dói,doí até a parte de cima,o que devo fazer?o que pode ser isso?tem aina solução pra curar?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você deve procurar um médico ortopedista para fazer o diagnóstico e instituir o tratamento específico.

      Excluir
  2. Esta série de exercícios é muito eficaz para o caso. Tive uma lesão no ombro direito devido a uma calcificação e conseqüente frouxidão do Manguito rotator. Por meio desta série o restabelecimento foi completo e sem a necessidade de cirurgia. Obrigado, Dr Marcos Brito...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Doutor Marcos ,

      Fui diagnósticado com Lesão de SLAP II e com tendinose supraespinhoso .O médico me deu a opção para fazer exercicio de fortalecimento do manguito rotator.Na sua opinião os exercicios acima podem resolver os meus problemas sem a necessidade de cirurgia.Desde de já agradeço a sua atenção

      Excluir
  3. Arrisca tudo.
    Seu médico deve avaliar os exercícios acima e escolher quais você deve fazer.

    ResponderExcluir
  4. Dr. Marcos, parabenizo-o pelas excelentes orientações de alongamento e fortalecimento nos músculos do ombro.

    ResponderExcluir
  5. Dr. fiz 2 cirurgias a primeira foi do labrum e a segunda sutura do supra. sou atleta de voleibol ja fazem 2 anos que realizei essa cirurgia, mais ainda sinto um encomodo com dor de vez em quanto, devo executar estes exercicios ou tem outros mais especificos com mais tensão. obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os exercícios devem ser específicos para uma patologia, você deve convervar com seu ortopedista especialista em esporte e que conheça o gesto esportivo da sua modalidade para uma trabalho de reforço muscular direcionado

      Excluir
  6. Olá Dr. Minha avó tem 83 anos e teve a ruptura de dois tendões do manguito rotador devido a uma queda. Os ortopedista sugeriram a cirurgia do ombro mas esclareceram que não é recomendável devido a idade avançada. Ela está fazendo sessões de fisioterapia apenas com o "tense". Esses exercícios também seriam eficazes? Obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sugiro que você converse com o ortopedista que viu sua avô, somente faça exercícios que ele liberar.

      Excluir

ANTES DE POSTAR SEU COMENTÁRIO Leia SOBRE O BLOG
http://www.marcosbritto.com/p/blog-page.html
Somente os seguidores do Blog poderão postar comentários.
Não realizamos consultas pela internet!

Últimas Artigos Revisados ou Publicados

Vídeos com Aulas e entrevistas com Dr. Marcos Britto da Silva

Loading...

Video Artroscopia de Joelho - Meniscectomia

Video Luxação Acromio Clavicular no Ombro

Video de Reconstrução do LCA

Localize Artigos por data